31 de mai de 2016

#Literatura: Como Eu Era Antes de Você, de Jojo Moyes





Meu gosto literário é bastante amplo. Vou de um suspense assustador a uma história bobinha fácil, passando por literatura adolescente pelo meio do caminho, ao mesmo tempo em que me diverto com sagas diversas. O que me interessa, na maioria das vezes, é uma boa história, que me faça torcer e não querer largas as páginas de um livro. E, para minha sorte e mantendo o bom nível da minha sequência de leituras, Como Eu Era Antes de Você, de Jojo Moyes, foi uma surpresa maravilhosa, que me envolveu de maneira absurda em suas páginas, me deixando completamente apaixonado por sua história.

Jojo Moyes é uma autora inglesa. E, devo deixar explícito o meu amor pelos escritores da terra da rainha. Os contemporâneos então andam me surpreendendo com suas tramas que, quase sempre, me conquistam logo de cara. Foi assim com David Nicholls. Foi assim agora com Jojo Moyes.

29 de mai de 2016

#VergonhaAlheia - Ano IV - # 12




Alô, alô, alô, vocês sabem quem sou eu? Alô, alô, graças a Deus!

Tudo certinho, minha gente?! Foi mal pela semana passada, não deu pra vir MESMO, a barra ficou pesada por aqui, mas eu morri de saudade de vocês, viu?! Como é que ceis estão? Bem? Pois bem, vamos começar, porque hoje eu tenho muito trabalho por aqui, afinal uma semana deu pra acumular bastante coisa, né?!

Vamos lá, começando com Celebridade. Sabem a sósia da Anitta? Não? Pois é, nem eu. Larissa, que coincidentemente tem o mesmo nome de Anitta, diz adorar ser abordada na rua por se parecer muito com a cantora. Vamos dar uma olhada?

26 de mai de 2016

#PopPílulas: Notícias e Fofocas Para o Seu Feriadão





Olá, meus amores, como estão? Contem pra mim seus babados, que eu prometo que não conto pra ninguém, só posto aqui na coluna (brinks)! Mas vamos ao que rolou por estes dias?

José Loreto se casou (de novo) com a Débora Nascimento. O que era pra ser segredo não foi e os dois lindos disseram sim mais uma vez na casa do ator Igor Rickli, no Rio. Tudo de bom para estes dois que a gente adora, porque casar é bom e, duas vezes com a pessoa que a gente ama, é mais ainda. Ah, dizem que o casal está grávido, será?

25 de mai de 2016

#Cinema: X-Men: Apocalypse, de Bryan Singer





Nove filmes desde o ano 2000*. Esse é o impressionante número da franquia X-Men nos cinemas, desde que o primeiro filme foi lançado há 16 anos e que passamos a conhecer o universo dos mutantes da Marvel nas telonas. Sempre se reinventando, os longas brincam com linhas narrativas e, em alguns casos, aprofundam a trama de alguns personagens solo, mas sempre fazendo a alegria dos fãs. E agora, com X-Men: Apocalypse, do diretor Bryan Singer, temos mais um sucesso de bilheteria e uma nova aventura para nos deliciarmos.

Dando prosseguimento à narrativa interrompida em Dias de Um Futuro Esquecido, estamos agora no início dos anos 90, com o mundo ciente da existência dos mutantes e aprendendo a lidar com eles. Com a escola de Charles Xavier educando jovens mutantes e com Mística e Magneto levando suas vidas de maneira discreta e inserida na sociedade humana (no que isso é possível), tudo desanda quando Apocalypse, um mutante milenar adormecido desde o Egito antigo, desperta e resolve se vingar da humanidade. Absurdamente poderoso, Apocalypse junta quatro novos mutantes como seus cavaleiros (Tempestade, Psylocke, Anjo e Magneto) e é aí que Mística, Xavier e sua turma entram em jogo para tentar salvar novamente o mundo.

24 de mai de 2016

#Pop5ive: Músicas Politicamente Incorretas (Mas Que Você Cantava)





Negros, gays, gordos, mulheres. Todos esses grupos foram, durante muito tempo (e, sejamos sinceros, infelizmente ainda são), alvos das mais variadas chacotas Brasil afora. E até mesmo a nossa tão rica música derrapou com clássicos de deixar qualquer um de cabelo em pé hoje em dia, se perguntando como as pessoas cantavam esses absurdos. Pois é, cantavam e até acredito que muitos ainda cantem. Infelizmente, a lista é grande, mas aqui está um pequeno registro de algumas dessas politicamente incorretas canções.

23 de mai de 2016

#Literatura: O Quarto Dia, de Sarah Lotz





Tempos atrás, quando terminei a leitura de Os Três, de Sarah Lotz, fiquei com uma sensação estranha. Eu havia adorado a história, tanto é que disse isso em minha resenha do livro por aqui. Mas, ao mesmo tempo, eu precisava de mais. O enredo, macabro, era envolvente e a história, viciante. Entretanto, o final em aberto, apesar de funcional para o livro, deixava tantas possibilidades que eu precisava ler mais de Sarah Lotz e do mundo que criou. Assim, quando soube de O Quarto Dia, livro mais recente da autora, eu quis correr para conferir, ansioso para ler uma nova história tão boa quanto a primeira. E me surpreendi duplamente, já que o livro é excelente e, de uma forma não explícita, uma ~continuação~ de Os Três

É reveillon de 2016 para 2017. Um cruzeiro, lotado de tripulantes e passageiros, sofre uma pane estranha às vésperas do ano novo, o quarto dia do cruzeiro, e, a partir daí, coisas estranhas começam a acontecer. Sem contato com a costa e com os ânimos se exaltando a cada minutos, acompanhamos nas páginas de O Quarto Dia a visão de alguns personagens dessa história, sempre identificados no início de cada capítulo. Algo muito errado aconteceu. Mas o quê, nenhum deles sabe bem e, movidos por motivos particulares, tentam sobreviver àquela estranha experiência.

19 de mai de 2016

#PopPílulas: Tópicos "Informativos" Necessários Para a Alegria do Seu Dia





Pop Pílulas na área, meus amores! Sabiam que a Globo está procurando transsexuais para a próxima novela da Glória Perez? Achei tudo e vou me inscrever. Aloka! Agora vamos aos babados que são tantos que nem vou introduzir muito (ui) e vamos logo ao que interessa! 

Share