13 de fev de 2012

Grey's Anatomy - 08x14 - All You Need is Love


Acho que vou parar de tecer elogios dizendo como essa oitava temporada de Grey's Anatomy está imperdível. Afinal, todo mundo que acompanha a série de Shonda Rhimes vem acompanhando, semana a semana, o desenvolvimento dessa trama que vem mostrando que uma série pode sim chegar à sua oitava temporada com fôlego para cativar a sua audiência. Mas, como fugir do clichê quando eles são indispensáveis? Porque isso é fato e não tem como negar: essa oitava temporada de Grey's está boa pra caralho!

É Valentine's Day no Seattle Grace Hospital. E nada melhor do que a data para trazer à tona tantas tramas divertidas e emocionantes ao mesmo tempo. Isso é Grey's em sua essência, trazendo drama, comédia e emoção na medida certa em seus episódios.

Divertidas as cenas de Derek e Meredith, que com a chegada de Zola, tiveram sua vida sexual um tanto quanto... prejudicada. Deve ser difícil para um casal manter a vida sexual em dia com um bebê fazendo parte de seus dias, dormindo junto e chorando e acordando nas horas mais impróprias. Ainda bem que o casal tem a mini-Grey solteira e avulsa para servir de babá no dia dos namorados americano.

Por falar nela, confesso que acho um saco ver Lexie ainda enrolada em seus sentimentos por Mark. Putz, gente, a fila anda, né? Mark mesmo já está envolvido com a oftalmo do hospital vizinho, fazendo planos e jantares românticos e Lexie lá, à sua disposição. Convenhamos que aquele final da personagem, com Zola, Sophia, Mark e Avery foi um tanto quanto ridículo. Que situação!



Já o romance de Bailey é a coisa mais fofa de se assistir. Quem não achou lindo o jantar dentro do hospital preparado para a doutora? Mostrando que conhece bem a ex-nazi, Ben vai ganhando pontos no coração de Miranda com seus gestos fofos.

Enquanto isso, a surpresa de Callie fez para Arizona no trailer de Derek foi de uma simplicidade e beleza incríveis. Sabendo que Arizona tinha pavor de acampar, porque não assustar a namorida com a possibilidade para surpreendê-la com uma noite romântica cheia de velas, comidinhas e lingeries?

Por fim, e mais importante, o casal Yang-Owen. Achei sinceramente que eles fossem chegar a um game over, por isso me surpreendi com Yang lutando pelos dois. Depois de ver a explosão (sem sentido, convenhamos) de Teddy com Owen, achei que o personagem acabaria defenestrado da vida de Yang de uma vez por todas. Assim, a cena final do episódio, com os dois juntos e abraçados, foi surpreendente e sutil, como Shonda sabe bem fazer.

Não tem jeito, tenho de ser clichê: como Grey's Anatomy está boa nessa temporada!
-->

0 comentários:

Share