24 de fev de 2012

Uma Playlist Aleatória e Algumas Ideias Avulsas




Assinale a alternativa correta:

O que é melhor?
[    ] Ser o número 1 nas paradas
[    ] Ter 3 músicas nas paradas
[    ] Fazer mais sucesso depois de morto do que em vida

Resposta:

Muitos estreiam no topo das paradas, ficam por um dia, por alguns dias, semanas, outros poucos, por meses. Outros mais "sortudos" conseguem o feito de ter 3 (ou mais) músicas circulando nas paradas. E “Não fale dos mortos, eles não estão mais entre nós pra se defender ou agradecer.” diz minha mãe... então, obedeço.

Ah! Hoje acordei, tomei um bom banho gelado e um café da manhã reforçado. Me vesti com aquela roupa que só uso para trabalhar, coloquei o foninho nos ouvidos, apertei o play e, na sorte (ou não), começou a tocar Don’t Cha, das Pussycat Dolls:

“Don’t cha wish your girlfriend was hot like me?”

Mantive a música tocando e aumentei um pouco o volume. Assim, foi aleatoriamente que começou a tocar Wet, da Nicole Scherzinger (ex-vocalista das Pussycat Dolls):

“Let’s get a little wet. I like the way you’re workin’ me out.”

Sim, eu estava seguindo rumo ao trabalho e já meio suado em meio a tanta música quente enquanto usava uma roupa insuportável. E pensar que ainda eram apenas 07:30 de uma manhã nublada.

Eclético que me julgo ser, gosto das variedades musicais e não fico preso a um só estilo ou preferência musical. Procuro experimentar um pouco de tudo para somente então poder então julgar o que, para mim, é bom ou ruim. Foi pensando nisso que começou a tocar What You Want, da banda Evanescence:

“Hello, hello remember me? I’m everything you can’t control.”

Mas antes mesmo que a música terminasse, cheguei ao meu trabalho e tirei o fone do ouvido. Um dia de trabalho me esperava.



1 comentários:

Leandro Faria disse...

Acho que o mais divertido é que cada pessoa tem os eu próprio gosto e sabe que tipo de música lhe agrada em determinada ocasião.
Eu, por exemplo, adoro qualquer música mela cueca e dor de cotovelo, mesmo quando estou feliz e realizado. Tem gente que não gosta desse tipo de música por nada nesse mundo.
Mas o que acho a maior invenção do mundo: o random, que permite você ouvir aleatoriamente qualquer coisa que tenha em sua playlist e, às vezes, se surpreender com isso.

Fernando, mais uma vez: seja bem vindo ao Pop de Botequim.

Grande abraço,
A Diretoria (rs...)

Share