24 de mar de 2012

Guerra é Guerra, de McG


-->

Sabe quando você entra no cinema sabendo exatamente o que vai encontrar? Então, esse é o caso de Guerra é Guerra (This Means War). E olha que isso não é um demérito, pelo contrário.

No filme, Tuck (Tom Hardy - vilão do próximo Batman) e FDR (Chris Pine) são agentes da CIA e melhores amigos. O primeiro tem um filho, é separado e tem alguns problemas com as mulheres. O segundo é o típico solteiro caçador, que se acha o conquistador e que jamais levou uma namorada/caso/conquista para sua família conhecer. A guerra entre os dois começa quando Tuck conhece Lauren (Reese Witherspoon), mulher solitária que tem em seu trabalho seu principal suporte. E, digamos que imediatamente após o encontro com Tuck, Lauren conhece FDR. Os dois se encantam pela garota, que se encanta pelos rapazes e assim vamos.

Enquanto estão buscando um criminoso russo (bastante original!) - e também sendo caçados por ele -, Tuck e FDR também partem para operações à parte: dificultar a vida de seus parceiros/adversários na guerra pelo coração de Lauren, utilizando, para isso, todos os recursos 007 disponíveis.


Do início ao fim - literalmente -, sabemos o que vai acontecer. São clichês e mais clichês. Mas, talvez até por essa previsibilidade, o filme agrada. Você entra na sala sabendo que vai rir, ter algumas cenas interessantes de ação e um elenco afinado e carismático. Ou seja, como diversão sem compromisso, o filme acerta em cheio o seu alvo!

O jeito é fugir da realidade e embracar nessa comédia romântica com pitadas de ação. Entretenimento para um final de semana ou para uma sessão da tarde.

PS.: se um agente da CIA pode ter o carro e o apartamento do FDR, quero ser um agente!!!

PS 2.: alguém apóia um abaixo-assinado contra filmes dublados?
-->

0 comentários:

Share