20 de abr de 2012

Glee - 03×16 - Saturday Night Glee-ver

-->


Quais são os seus sonhos? O que você faria para perseguí-los? Como identificar o que é importante para você no auge de sua vida, quando tudo pela frente parece tão distante e nebuloso? Com a aproximação da formatura, são dessas questões que muitos dos gleekes preferem manter-se afastados. Muitas vezes é melhor não pensar no futuro do que encará-lo. Entretanto, o tempo passa e, quando vemos, o futuro já é presente e, muitas vezes, ficou para trás. 

Para inspirar alguns alunos do glee club, Will e Sue resolvem utilizar o clássico Os Embalos de Sábado à Noite, estrelado por um absurdamente jovem John Travolta. O filme, que marcou toda uma época e foi sucesso nos cinemas e nas pistas, graças à sua trilha sonora, é uma forma de confrontar Santana, Mercedes e Finn sobre o seu futuro.

Apesar de tudo aparentemente se resolver muito facilmente, em Glee as mensagens estão ali e podem ficar um pouco mais na superfície. A busca pela fama à qualquer preço de Santana, a falta de apoio pelo sonho de ser cantora de Mercedes, a inexistência de horizonte de Finn. Esses são dilemas de muitos jovens que, na maioria das vezes, não se dão conta disso. Ver uma série jovem e descompromissada trazendo esses assuntos à baila é interessante e, porque não, um serviço ao público-alvo da série.

Um pouco fora dos acontecimentos principais, mas não por isso menos genial, finalmente tivemos a estreia de Alex, o último dos finalistas de The Glee Project que estava faltando surgir na série. E se eu não suportava o jovem no reality, me surpreendi com seu personagem e sua coragem. O jovem Wade e sua alter-ego Unique foram muito mais interessantes que os papéis dos três outros participantes do programa que já passaram (e ainda estão) em Glee. Sem contar que é sempre divertido ver o lado Miranda Bailey de Alex, que aproveitou o personagem crossdresser para botar a mulher que habitava seu interior para fora. Foi bem divertido e consigo ver as palminhas de felicidade de Ryan Murphy, criador da série, ao conseguir incluir numa mesma série quase todas as letras que formam a sigla LGBTTTs (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais, Trangêneros e simpatizantes - ufa!).


Como citei na review anterior, resolverem juntar Sue e Will foi uma decisão acertadíssima, já que a dupla rende muito mais como aliados-amigos do que como rivais. O que foram as cenas da dupla dançando os clássicos da era disco apresentados na série? Me diverti bastante.

Oficialmente em sua reta final, é hora de Glee começar a definir os seus caminhos até o final, com a formatura de alguns personagens e a competição do New Directions nas Nacionais. Como diz a promo do próximo episódio, Dance With Somebody, (que utilizará músicas de Whitney Houston como homenagem), "as despedidas estão começando".


Quem pode resistir?
-->

0 comentários:

Share