23 de mai de 2012

Glee - 03x22 - Goodbye (Season Finale)


-->

Por que é tão difícil dizer adeus e se despedir? Afinal, por mais que a despedida possa ser doída, na maioria das vezes ela acontece para dar lugar a coisas novas e boas, como um primeiro passo de uma nova caminhada. Mas é fácil entender porque nos apegamos a fases e momentos da vida, a pessoas e amigos em especial. Cada momento é único e ficará na nossa história e, apesar das experiências difíceis, todo ciclo deixa algo de bom.

No McKinley High, chegou a hora do adeus para um grupo de alunos que, ao terminar o high school, deve se preocupar com o futuro à frente e com os novos passos de sua caminhada. E se quando o glee club foi formado tínhamos ali apenas um grupo de losers, no fim desse ciclo todos são vencedores. Para Quinn, Puck, Mike, Kurt, Mercedes, Santana, Rachel e Finn é o momento de se despedir e de pensar no que há de vir em suas vidas.

E que episódio emocionante e impactante. Se em Nationals tivemos a alegria de ver o New Directions sagrando-se campeão, aqui as emoções transbordaram durante todo o episódio. Como não se emocionar ao lembrar de tudo que nossos gleeks passaram para chegar até esse momento? Quantos não foram os acontecimentos e situações que os levaram a se tornarem um grupo de amigos que, apesar das diferenças e improbabilidades, sabem-se amigos? 

A ideia de inserir diversos mini-flashbacks durante o episódio foi acertada. Ver o primeiro (pequeno) grupo do glee club se divertindo, a performance de Kurt ao som de Single Ladies, os motivos que levaram Finn a se juntar ao New Directions. Vimos um pouco de tudo isso recheado com novos e belos momentos. E que momentos!

Quem não riu com Burt dançando Single Ladies com Brittany e Tina, tal qual o filho já havia feito um dia? Provavelmente uma das mais belas relações de pai e filho do mundo das séries, a química Kurt-Burt mostrou-se presente desde o início de Glee e os dois protagonizaram excelentes momentos durante esses três anos. O presente de formatura escolhido por Burt apenas comprovou o quão especial é o relacionamento dos dois.


O que dizer de Santana e suas mudanças? A latina bitch encontrou-se em seu relacionamento com Brittany e se humanizou. Apesar de suas explosões, Santana foi uma das personagens que mais cresceram e apareceram na série. Por isso, finalmente vermos mais de sua família, com a aparição de sua mãe (interpretada por Gloria Estefan) que aceita a filha como ela é, foi muito legal. Mais legal ainda foi acompanhar o incentivo da mãe para que a filha seguisse seu sonho e o buscasse com unhas e dentes (e com dinheiro isso certamente fica mais fácil).

Mercedes ganhando a oportunidade de se tornar backing vocal dá os primeiros passos em sua carreira. Assim como Mike, que vai seguir seu sonho ao se dedicar à dança. Enquanto isso, Puck finalmente consegue se formar com seus amigos. Já Brittany foi a única entre os sêniores a não concluir sua formação; o bom é que a doidinha até mesmo curtiu a possibilidade de ficar mais um ano no colégio para finalmente tentar aprender alguma coisa. #EuRi

Como Quinn amadureceu, não é mesmo? A rebelde sem causa enfrentou poucas e boas, mas terminou o high school novamente no topo, com um futuro brilhante pela frente e rodeada de amigos. Como não se emocionar com a cena de Quinn com Rachel, selando de uma vez por todas a amizade das duas? E a cena de Quinn e Sue, repleta de lágrimas e significados?

Agora, o inesperado do episódio. Alguém chegou a duvidar que Kurt, Rachel e Finn não seguissem juntos para Nova York? Ver apenas Rachel sendo aprovada foi um susto para mim e estou até agora tentando entender o que será de Kurt no próximo ano da série. Será que ele desistirá de seu sonho e permanecerá em Lima?

Minha surpresa maior, entretanto, ficou com a atitude de Finn, que eu nunca imaginei tão adulto e responsável. Ao não passar para a escola de atores, liberou a namorada para seus sonhos numa das cenas mais belas já apresentadas em Glee. Mais que isso, o jovem se alistou no exército para tentar honrar a memória do pai. Apesar de sempre achá-lo estúpido, achei linda a frase do rapaz para Rachel, ao dizer que se tiverem que ficar juntos, isso acontecerá um dia.


Foi assim, com muita emoção e Rachel chegando sozinha em Nova York que Glee se despediu de seu terceiro ano. Apesar de polêmico, eu entendi a mensagem do episódio e acredito que a série atingiu um nível de excelência grande em sua reta final do terceiro ano. Por mais que Ryan Murphy muitas vezes teste nossa paciência com coisas nada a ver, ele conseguiu fechar a história de maneira satisfatória, ainda nos deixando curiosos com o que vem no quarto ano de Glee.

Afinal, ainda temos um glee club no McKinley, muitas competições de coral e músicas para serem apresentadas no próximo ano. Além disso, quem não gostaria de acompanhar a vida daqueles que se formaram, mesmo à distância? E colégio é colégio, não é mesmo? Um eterno fluxo de pessoas que chegam e se vão, de abraços de adeus se revezando com encontros de boas-vindas de novos personagens. 

Para os fãs da séries não se sentirem órfãos até setembro, quando o quarto ano terá início, por que não se divertir acompanhando o reality The Glee Project em sua segunda temporada? O programa, que trouxe Damian, Samuel, Lindsay e um surpreendente Alex para participações especiais (que podem se tornar permanentes para alguns deles) em Glee, chega a seu segundo ano prometendo muita diversão. A estreia acontece no dia 05/06 nos EUA e eu estarei comentando cada episódio por aqui. Só de aperitivo, confere a promo da temporada, que dá uma boa ideia do nível dos candidatos.


É isso pessoal, nos vemos por aqui! Até!
---

Para ficar atualizado com todas as novidades do Pop de Botequim, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui)! É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

0 comentários:

Share