7 de mai de 2012

Grey's Anatomy - 08x22 - Let the Bad Times Roll


-->

Avaliações. Elas são importantes e todos passamos por várias delas ao longo da vida. Entretanto, temos de convir que muitas vezes essas avaliações são falhas e acabam não atestando efetivamente nada. Afinal, o que alguém totalmente desconhecido pode avaliar de você, apenas por alguns minutos ao seu lado, ainda por cima numa situação de tensão? Foi basicamente isso que acompanhamos nesse ótimo episódio de Grey's Anatomy, quando nossos residentes tiveram seu tão aguardado exame.

Foi interessante observar como cada um se comportou em suas entrevistas, principalmente porque eles não estavam em bons momentos. Meredity doente, Cristina abalada com Hunt, Kavev atrasado, Avery nervoso com a mãe e Kepner, bem, Kepner tendo seu momento revelação "Sou de Jesus". E mesmo assim sendo testados, avaliados, observados. Só quem já passou por uma entrevista sabe o quão estressante pode ser estar naquela posição, na frente de desconhecidos que podem mudar toda a sua vida. 

Logo de cara descobrimos que um dos médicos não havia sido aprovado nos exames. Restava saber qual deles havia sido o reprovado e eu estava certo que havia sido Karev. Atrasado e, caindo numa pegadinha, ele me parecia o candidato mais provável. Se bem que todos estavam em maus lençois: o embate de Cristina com o medico pré-histórico, os vômitos de Meredith na frente dos avaliadores, a distração de Avery com os barulhos vindos da sala ao lado e, claro, a explosão patética de Kepner, com direito a discurso revelador sobre sua espiritualidade. Patético.


Não me entendam mal. Longe de mim querer julgar a crença alheia (eu até julgo, só não verbalizo isso muito), mas foi uma tremenda babaquice inserir esse lado louca por Cristo de Kapner depois de tanto tempo. Em nenhum momento isso ficou evidenciado e, apesar da improbabilidade de sua virgindade, ela não parecia existir por convicção religiosa. Agora, resolver "aceitar" Jesus depois de transar duas vezes e na frente de seus avaliadores não foi uma decisão muito inteligente (a frase ficou estranha, mas deu pra entender, né? A transa não foi NA FRENTE dos avaliadores). Eu gosto da Kepner, juro! Aprendi a gostar do jeito organizado da personagem, mas dessa vez foi demais. Shonda Rhimes, querida, o que você tem contra a personagem? Porque né, religião inserida às pressas desse jeito na história só fica legal em Glee, mesmo assim porque é só pra tirar sarro de tudo. Whatever...

Enquanto isso, em Seattle, mil acontecimentos agitavam a rotina dos cirurgiões. A volta de um amigo de infância de Arizona para uma operação que se mostrou inútil devido ao tempo decorrido mostrou como é importante não "deixar pra lá" alguns sintomas. Fora isso, tivemos Lexie finalmente se declarando para Mark, exatamente quando ele decidia se queria ou não ter um filho com a namorada. Tenso, heim!

Na reta final da temporada, temos muito que aguardar pelo desenrolar dos acontecimentos e pela surpresa prometida por Shonda para o final da temporada. Mas, preciso dizer mais uma vez: Grey's, em sua oitava temporada, apresentou até o momento um ano consistente e muito gostoso de ser acompanhado. Um feito e tanto para uma série tão longeva! Merece todos os créditos possíveis.

-->

0 comentários:

Share