17 de jun de 2012

Pop Séries: Freaks and Geeks


-->
Durante muito tempo, as pessoas paravam na frente da televisão para ver heróis, mocinhas, milionários e mundos bem diferentes dos habitados por elas mesmas. O fascínio era se colocar numa vida que não era a sua e fugir da própria existência por alguns momentos, nem que fosse assistindo a uma série de televisão. 

Hoje em dia, apesar de as séries continuarem investindo no filão de exibir mundos inalcançáveis para a maioria dos simples e assalariados mortais, um novo tipo de programa vem ganhando popularidade. Trata-se daquelas séries em que vemos gente comum sendo retratada na televisão. Além disso, um novo herói surgiu nas telas: o loser, o perdedor, aquele para o qual tudo dá errado. E bem antes de Glee se tornar um sucesso, focando na vida de um grupo de perdedores para ganhar a audiência, outra série investiu nisso. Falo de Freaks and Geeks, uma deliciosa comédia dramática onde os perdedores eram os personagens principais.

Criada por Jude Apatow (hoje, o aclamado diretor/roteirista de comédias de sucesso como O Virgem de 40 Anos e Ligeiramente Grávidos, por exemplo) e Paul Feig, Freaks and Geeks girava em torno da vida da adolescente Lindsay Weir (Linda Cardellini, de ER) e de seu irmão mais novo, Sam Wier (John Francis Daley), no início dos anos 80. 

Lindsay, outrora popular, depois da morte da avó se vê rodeada por um novo grupo de amigos no colégio, os freaks. Já seu irmão faz parte de um outro grupo, tão estranho quanto o dos amigos da irmã, os geeks. Contando com uma série de jovens atores que se firmariam na carreira anos depois, tornando-se astros de sucesso, como James Franco, Busy Philipps e Seth Rogen, a série ganhou uma fervorosa base de fãs, que acompanhava semanalmente as aventuras de um grupo tão estranho de pessoas na tela da televisão.


Jogando com a ideia de que os adolescentes não sabem onde se enquadram, muitas vezes sendo verdadeiros estranhos entre eles e para a própria família, Freaks and Geeks era na verdade uma série que falava sobre a difícil arte de crescer e de achar o próprio lugar no mundo. Apesar de uma comédia, a história tratava de assuntos sérios de forma muito bem humorada, com episódios memoráveis para os fãs.

Cancelada em seu primeiro ano, que contou com apenas 18 episódios, Freaks and Geeks é o tipo de série que você assiste e se pergunta: “Meu Deus, como puderam cancelar algo tão genial?”. Entretanto, sabemos que muita coisa boa é cancelada em detrimento a produções péssimas que permanecem no ar, sem nenhum motivo coerente para que isso aconteça. Faz parte do jogo e, principalmente, do bolso dos produtores, que não investem em algo que não dê audiência e lucro. 

Pode ser que a trama não tenha sido plenamente entendida na época em que foi ao ar, pode ser que o público americano seja simplesmente idiota e não deu o devido valor, mas algo é inegável: ainda hoje, Freaks and Geeks é o tipo de série obrigatória para qualquer fã de uma boa história contada com muita ironia e sarcasmo, além de deixar nos mais velhos um gosto saudosista de lembrar de uma época que não volta mais.

---

Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

0 comentários:

Share