22 de jun de 2012

Pretty Little Liars - 03x03 - Kingdom of the Blind


-->
O problema de uma série com muitos mistérios é que uma hora o público pode se cansar de tantas perguntas sem respostas. Pior que isso, os roteiristas podem perder a mão e acabar perdidos nas tramas criadas por eles próprios. Calma, ainda não acho que Pretty Little Liars está ruim - porque a série não está! -, mas ao assistir esse terceiro episódio e ver mais e mais mistérios sendo jogados na tela, uma luz de alerta piscou: será realmente que eles sabem o que estão fazendo? Desculpem-me, mas eu assisti Lost e entendo de frustração causada por respostas inventadas de última hora.


Eu não li nenhum dos livros em que a série se baseia, mas já ouvi dizer que as tramas são bem intrincadas (e, muitas vezes, forçadas). Entretanto, quem já leu os livros e assiste a série, me garante: a transposição para as telinhas foi, aparentemente, muito bem pensada e, até o momento, mantém o ar dos livros ao mesmo tempo em que se transformou num produto novo e mais interessante. Me pergunto: até quando vão conseguir manter o interesse do telespectador?



O episódio foi tenso, com mil coisas acontecendo ao mesmo tempo. Lucas, Melissa e até mesmo Mona, que se mantinha calada e voltou brevemente ao mundo dos normais, tiveram seus momentos de brilho (e de loucura, no caso de Mona com Caleb), que serviram apenas para nos deixar com mais pulgas atrás da orelha. Afinal, que A. é um grupo todo mundo já sabe. O que interessa agora é entender como alguém consegue manipular/recrutar/whatever tantas pessoas diferentes, sem que o caldo acabe transbordando. Eis um segredo bem guardado nessa história toda.


A pobre da Emily me diverte. Traumatizada com tanta perseguição, em seu lugar eu também desconfiaria de ter tirado uma boa nota numa prova que não terminei. Agora ajudada por Ella e Ezra (que dupla improvável de "amigos", não?), a jovem tem um senhor grupo de apoio, não é mesmo? O seu momento de explosão ao se mostrar cansada dessa história toda também foi legal. Gosto das meninas quando elas reagem e não são apenas totalmente passivas nessa situação. 


A volta de Melissa serviu pra quê? Pra descobrirmos que ela não estava grávida? Pra mãe de Spencer contar que vai defender Garret e não contar o verdadeiro motivo desse "ato nobre"? Spencer é aquele tipo de menina que vai ter muitos problemas pra jogar na cadeira do analista mais tarde. Family issues, nós vemos aqui! 

O "confronto" entre Caleb e Lucas foi tão... bobo! Não rendeu nada, além de mostrar que o ex-nerd atual revoltado está por dentro do esquema de A. Mas, como já disse, as frases misteriosas, do tipo 'eles são poderosos' ou 'vocês não sabem com o que estão lidando' já me encheram faz tempo. E Caleb estava que estava, sempre contracenando com os possíveis aliados de A. A cena dele com Mona, que se descontrou (ou será que fingiu se descontrolar?) foi bem interessante.

O momento do episódio foi o confronto das liars com Jenna. Alguém engoliu a história da ex-ceguinha? O que me revolta na série é a quantidade de pessoas que tem respostas e não as dão. Lucas e Jenna claramente sabem o que se passa (e estão amedrontados), mas ficam na deles, esperando tudo acontecer. Tudo bem, já revelaram que sabem bem mais do que não contam, mas isso está me irritando. E sério que ninguém pensou em dar umas porradas na Jenna porque ela mentiu todo esse tempo?  

Comentário nada a ver, mas necessário, porque me aflige: prefiro a Jenna de óculos escuros. Alguma coisa no rosto dela me dá um nervoso que não consigo olhá-la direito.   

Momento "what the fuck?": a cena final, claro! O que seria aquilo dentro do gelo guardado por A.? Um corpo??? Claro, tão cedo não teremos essa resposta, afinal, trata-se de Pretty Little Liars, a série que irrita, mas que não consigo deixar de assistir!


Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

0 comentários:

Share