30 de jul de 2012

Chernobyl - Sinta a Radiação, de Bradley Parker


-->

Com o intuito de assustar tanto quanto a história real, Chernobyl Diaries (Chernobyl - Sinta a Radiação, no Brasil), do estreante Bradley Parker, tenta inutilmente imitar a vida real. Para os bem informados que já conhecem a história, sabem que o filme é baseado na maior tragédia nuclear da história, que mobilizou a Ucrânia em 1986 e matou mais de 80 mil pessoas. 

Em cima desse enredo, seis jovens se juntam à Uri, um guia turístico que acaba burlando as leis e os leva para conhecer a cidade fantasma de Chernobyl, o lugar que, anos após a tragédia nuclear, continua com níveis altíssimos de radioatividade, além de também esconder segredos governamentais que os jovens nem desconfiam. Após passarem horas fazendo um tour pelos lugares mortos e sombrios de Chernobyl, os jovens precisam ir embora pois não podem se arriscar se expondo à radiação, mas algo estranho acontece e a van que os levaria de volta a cidade aparece misteriosamente quebrada. A partir daí, uma série de acontecimentos previstos por qualquer telespectador normal entra em ação e um a um dos visitantes começam a morrer ou desaparecer misteriosamente.

 

Para os fãs de franquias como Bruxa de Blair e REC, um dos pontos positivos do longa é a cobertura das câmeras que criam um ar sombrio e assustador. O material do filme, que foi produzido e escrito pelo novo "cara de Hollywood", Oren Peli, também responsável pelo sucesso de bilheterias Atividade Paranormal, não garante sucesso absoluto como o último trabalho do roteirista. 

O desenrolar de tudo é até legal, o filme garante uns bons sustos, além de provocar uma curiosidade pela história real. Mas o final não convence ninguém e o conceito de bom ou ruim vai depender 100% do gosto de cada telespectador. 


Para não ficar sem classificar, achei o filme regular. O cenário é ótimo, o elenco, apesar de não ser tão conhecido, é muito bom, mas faltou profundidade e explicações já que, no final das contas, todo mundo vai pro limbo e ficamos com uma interrogação gigante sobre o que realmente aconteceu. 

Eu recomendei para todos os meus amigos fãs de história mas vou deixar a critério de vocês. Vale a aposta?


Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

0 comentários:

Share