18 de jul de 2012

Pop 5ive: Versões Vergonhosas de Músicas Internacionais


-->

É fato: se uma música internacional faz muito sucesso, mais cedo ou mais tarde, acaba surgindo uma versão nacional. Até dá pra entender: tem gente que pode não saber inglês (ou o idioma original da canção) e, ter a oportunidade de cantar a música que gosta no seu próprio idioma é um grande atrativo.

Preconceitos à parte (quem não os tem?), a grande maioria dessas versões acaba gerando verdadeiras aberrações auditivas, com frases sem sentido que parecem forçadamente criadas para se encaixarem na melodia original. Pior: e quando nem a música original tinha uma letra muito boa e a versão nacional consegue cagar estragar ainda mais o que já era ruim?

A lista de versões vergonhosas é imensa e, por isso mesmo, deixar apenas as canções escolhidas para esse Pop 5ive foi doloroso. É tanta versão ruim, que a vontade era colocar tudo aqui! Por isso mesmo, excepcionalmente, a listagem de hoje conta com algumas menções bônus em seu final.

O pior é que essas músicas acabam grudando em nossas cabeças e, muitas vezes, aprendemos sabe-se lá como as suas letras e nos pegamos cantarolando-as por aí. Por isso, antes de apertar o play e conferir as versões, cuidado: os danos podem ser irreversíveis!

Mas agora vou deixar o lero lero de lado e começar logo a lista do nosso Pop 5ive de hoje. Com vocês, as versões mais vergonhosas de músicas internacionais para o português!
  • Imortal (Sandy & Jr.)

Eles podem ser considerados os reis das versões vergonhas de músicas estrangeiras para o Brasil.

Mas, sério, Imortal está aqui pra representar a dupla, porque é um apanhado de frases clichês e sem sentido ("Eu cresci, agora sou mulher", por exemplo) mas somente uma frase ilustra a profundidade da sem-vergonhice dessa "versão" de Immortality, parceria dos Bee Gees com Céline Dion:
"O que é imortal não morre no final..."
Sem mais!
---
  • É Isso Aí (Ana Carolina & Seu Jorge)

Me pergunto como Damien Rice, compositor e cantor da original The Blower's Daughter, famosa como tema do filme Closer, permitiu essa versão sem pé nem cabeça gravada por Ana Carolina e Seu Jorge.

Vale lembrar que a mesma música tem outra versão, na voz de Simone, chamada Então Me Diz, que é quase que uma tradução ao pé da letra da música original.
---
  • Eu Sou Stefhany (Stefhany)

Foi com uma versão bagaceiríssima de A Thousand Miles, da Vanessa Carltonque a piauiense Stephany despontou para o sucesso nacional, tornando-se absoluta com sua música Eu Sou Stephany.

Quase um comercial do Cross Fox, pelo menos para isso o viral da internet serviu: Stephany ganhou um carro da marca no programa Caldeirão do Huck. E, graças a Deus, voltou para o esquecimento de onde nunca deveria ter saído.
---
  • Hey Jude (Kiko Zambianchi)

E o sucesso Hey Jude, dos Beatles, ganhou roupagem nacional, mas não mudou de nome na versão conhecidíssima de Kiko Zambianchi.

Pergunta: como isso pode fazer sucesso um dia? Pois fez, e muito! A versão entrou na trilha da novela Top Model e o país inteiro sabia cantar essa porcaria.
---
  • O Homem Quando Ama (Chitãozinho e Xororó)

Se Sandy e Jr. fazendo versões já é o ruim o suficiente, o que dizer de Chitãozinho e Xororó?

Pois a dupla também é mestre em abrasileirar músicas internacionais, mas considero O Homem Quando Ama, versão de Have You Ever Really Loved a Woman?, de Brian Adams e carro chefe da trilha do filme Don Juan de Marco, um clássico. Se é que pode se chamar uma porcaria de clássico, né?


=== Faixas Bônus e Menções Nem Tão Honrosas ===
  • O Amor e o Poder (Rosana)
E um clássico do brega nacional é também uma versão baseada na famosa música The Power of Love de Jennifer Rush, mas que também foi regravada por Céline Dion.

Rosana cantou e todo mundo cantou junto (e ainda canta, principalmente na hora da bagaceira das festas) O Amor e o Poder como se não houvesse amanhã. Nem precisa ficar com vergonha porque é impossível nunca ter se empolgado com essa versão.


---
  • Batendo na Porta do Céu (Zé Ramalho)
O que fazer quando Knocking On Heaven's Door, do Bob Dylan, vira Batendo na Porta do Céu, na voz de Zé Ramalho? Senta e chora!


---
  • Apaixonado (Hugo e Tiago)
Pegue um sucesso internacional, faça uma versão bem vagabundinha e coloque na voz de uma dupla formada num reality show musical. Pronto! Imbranatto, sucesso do italiano Tiziano Ferro, virou Apaixonado, da dupla Hugo e Tiago.

Aliás, alguém sabe quem é Hugo e Tiago? Cri... Cri... Cri...

---
  • Hoje a Noite Não Tem Luar (Legião Urbana)

Mas pra provar que é possível que uma versão nacional pode ficar melhor que sua original, o maior (e quase único) exemplo disso chama-se Hoje a Noite Não Tem Luar, que Renato Russo cantou "de brincadeira" durante a gravação do Acústico MTV Legião Urbana e acabou entrando no álbum. A música é uma versão de Hoy Me Voy Para Mexico, do Menudo, essa sim horrorosa e que acabou melhorada por Renato Russo:


Tenso, né?
---

Eu sei, essa lista poderia não ter fim, mas uma hora eu teria de parar de ouvir essas bagaceiras e voltar pra minha vida normal. Fiquei tão mergulhado nessa versões e ouvindo tantas vezes que quase tive um colapso cerebral. Porque pior do que listar versões ruins de músicas é conhecer todas essas versões e ainda saber cantá-las. Não me julguem!

E você? Se lembra de alguma versão que não entrou na minha lista? Se sim, conta pra gente na caixa de comentários!
Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

14 comentários:

Ginia disse...

Boa noite. Acho que é uma vergonha você ser brasileiro e estar a criticar algumas estas músicas que já fizeram bastante sucesso. Eu sou portuguesa e gosto muito destas músicas e são muito famosas aqui em Portugal. Não sei qual será o seu gosto musical para estar a deitar abaixo estas músicas... mas com certeza não será muito melhor.

Roberto Parra disse...

Você talvez nem fosse nascido qdo a *verdadeira* bagacidade alcalina das traduções torpes pisou em terras tupiniquins.

Já ouviu falar em Perla ? (venha dentro do meu barco azul...) Versão de Rivers of Babylon (Sublime)

Perla de novo, ataca em versão de Fernando (ABBA) (nosso amor foi feito pra durar, eu vou te amar, Fernandooo...)

e recentemente o grande sucesso Festa no Apê do Latino, versão completamente nada a ver com a original 'Dragostea din tei' romena (O-Zone)

de sopetão lembrei dessas, deve haver muito mais, B-)

Alguém disse...

acho que esqueceram de citar essa vergonha:http://www.youtube.com/watch?v=hI-WYv6jKq0

Welliton Duarte disse...

Cara... Algumas versões ai são lindas.

Como disse a Ginia, vergonha é você ser brasileiro e não admirar alguns desses artistas, como Zé Ramalho, Ana Carolina e outros ai.

_kruella disse...

mas cara, ele não ta criticando os artistas como um todo, mas sim as "versões nacionais" que eles fizeram. e beleza, vc pode curtir uma música ou outra, mas isso não diminui o fato que foram PÉSSIMAS "adaptações" das originais.

Leandro Faria disse...

Putz, alguém que sabe LER o que escrevi.
Valeu, _kruella!
;-)

Ariadny Theodoro disse...

Artistas como Ana Carolina, Seu Jorge e Zé Ramalho são incríveis mas não dá pra negar que as músicas citadas acima são adaptações que, de acordo com o autor não são boas. Respeitem pessoal, em momento algum ele criticou os artistas.

Eu adoro algumas das músicas citadas acima e acho que faltou a música The Kill do 30 seconds to mars que posteriormente foi adaptada pela Pitty.

Fátima Youssef disse...

Concordo Plenamente... principalmente com a versão da Ana Carolina: extremamente sem noção e vergonhosa.Fico pensando "de qual surto imaginário surgiu uma letra insignificante dessas?". Só rindo mesmo...

Unknown disse...

Vergonha das vergonhas eh o latino ...como artista e com suas versões bizarras e horríveis...,

dhouglaz@gmail.com disse...

Olha.... algumas versões são lindas e outras não mas acho que a maioria prevalece por saírem letras muito bonitas! Na minha opinião, vergonhoso é essas musicas de hoje que são apelativas, falam de sexo e reprimem o sexo feminino, principalmente! A música Imortal, por exemplo, eu achei uma bela canção na voz de sandy e junior. Combinou com eles e a melodia ficou linda! Claro que não podemos compara com Celine Dion, mas temos que admitir que a Sandy mandou super bem nessa música assim como Em cada Sonho (My Heart Will Go On). Não foi a toa que ganharam vários prêmios!
Temos que valorizar nossos cantores pois existem artitas muito bons e não somente os estrangeiros.

Unknown disse...

Gosto de 'Astronauta de Mármore'do Nenhum de Nós... Não que não tenha ficado tão boa quanto a original do David Bowie, mas ficou legal...

Unknown disse...

Gosto de 'Astronauta de Mármore'do Nenhum de Nós... Não que não tenha ficado tão boa quanto a original do David Bowie, mas ficou legal...

Unknown disse...

Gosto de 'Astronauta de Mármore'do Nenhum de Nós... Não que não tenha ficado tão boa quanto a original do David Bowie, mas ficou legal...

Pho disse...

Tem muita versão aqui
http://originalouversao.com.br/

Share