15 de jul de 2012

Pop Séries: Life UneXpected


-->

Uma série com cara de Sessão da Tarde. Eis uma boa definição para Life UneXpected e isso não é, de forma alguma, pejorativo. Com um delicioso gostinho de história despretensiosa que acaba nos conquistando, Life UneXpected faz isso logo em seu episódio piloto, que mais parece um filme feito nos anos 80, visto na televisão numa tarde chuvosa qualquer. Tem sabor de nostalgia e um clima que empolga.

Em suas duas temporadas, acompanhamos a jovem Lux (Britt Robertson) e as mudanças que ocorrem em sua vida quando resolve procurar seus pais biológicos para conseguir sua emancipação. Deixada para adoção por sua mãe, Cate Cassidy (Shiri Appleby), Lux acabou nunca adotada, passando por várias casas, mas nunca conseguindo um verdadeiro lar. Assim, ao completar 16 anos, a jovem procura o pai Nathaniel “Baze” Bazile (Kristoffer Polaha), que não sabia de sua existência, para que este assine os documentos da emancipação.

A chegada de Lux traz fantasmas do passado de volta para a vida de Cate e Baze. Cate seguiu adiante e é uma das apresentadoras do programa de rádio Morning Madness, ao lado de seu noivo, Ryan Thomas (Kerr Smith). Já Baze é o dono do estabelecimento Open Bar e vive como um garotão que nunca cresceu realmente. Com a filha de volta à suas vidas, têm de aprender a ser uma família, já que a emancipação de Lux não é aceita pelo juiz e eles terminam com a guarda-conjunta da menina. 


Pouco a pouco vamos nos apaixonando por aqueles personagens e seus medos ao se verem nessa nova situação. Cate e Ryan passam a ter de lidar com a presença de Baze, ao mesmo tempo em que se adequam à chegada de Lux. Enquanto isso, o casal vive uma turbulência profissional, já que algumas mudanças indesejáveis a ambos acabam impostas pela emissora de rádio em que trabalham. Já Lux se vê perdida quando encontra o que sempre desejou. Devido a um problema de coração quando era bebê, a jovem nunca conseguiu ser adotada; quando passa a viver com os pais biológicos, a dor de ter sido abandonada é quase tão grande quanto a felicidade por se sentir finalmente querida. 

Em sua nova vida, Lux passa a frequentar um novo colégio, sem abrir mão da melhor amiga, Tasha (Ksenia Solo) e do namorado encrenca Bug (Rafi Gavron). Entretanto, com novas pessoas entrando em sua vida, como o atleta Jones (Austin Butler), é óbvio que as coisas não permaneceriam iguais. 

Exibida pela CW americana, mesma emissora de One Tree Hill, em seu segundo ano Life UneXpected contou com um crossover com um dos mais longevos dramas jovens da televisão. Como um dos cenários da história era a emissora de rádio onde Cate trabalhava, em um festival organizado pela emissora as personagens Haley (Bethany Joy Galeotti) e Mia Catalano (Kate Voegele), de One Tree Hill, deram as caras em Life UneXpected, alegrando os fãs das duas produções.


Com um inesperado sucesso em sua primeira temporada, Life UneXpected acabou renovada e ganhou um segundo ano, que não manteve o sucesso inicial. Isso provocou o cancelamento da série que teve apenas mais 13 episódio. Entretanto, com o fim anunciado antecipadamente, os produtores puderam amarrar todas as pontas da trama e dar um final digno a uma série bonitinha que, apesar de simples, passou o seu recado e ficou marcada na memória dos fãs.


Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

1 comentários:

Serginho Tavares disse...

realmente era uma série com cara de sessão da tarde
bobinha, simples, delicada e em alguns momentos chatinha
mas valia a pena ver de vez em quando
e o Kristoffer Polaha vale a pena ver sempre!

Share