15 de ago de 2012

Para Roma Com Amor, de Woody Allen


-->

Estreia do final do mês de junho, assisti (bem) tardiamente a Para Roma Com Amor, "novo" filme de Woody Allen. O filme nunca esteve na minha lista de prioridades, seja pelo trailer (que achei bobo), seja pela sinopse, que não me atraiu. Agora, quase um mês e meio depois de sua estreia, acabei conferindo a obra no cinema. Se gostei? Hum... Emito abaixo as minhas opiniões sobre o filme!

Gosto de Woody Allen. Ou melhor, gosto muito de alguns filmes de Woody Allen. Match Point, Vicky Cristina Barcelona e Meia-Noite em Paris são alguns dos meus filmes preferidos do diretor que, parece, se reencontrou nessa sua fase europeia, filmando longe da pátria que o fez um dos grandes diretores da atualidade. Os incentivos financeiros das cidades e países onde suas novas produções vem sendo ambientadas parecem dar um novo frescor ao velho diretor.

Depois do sucesso de Meia-Noite em Paris, era de se esperar algo grandioso de Para Roma Com Amor. O filme, ambientado na capital italiana, entretanto, acaba frustrando quem tinha expectativas muito altas com relação a ele. E o problema, quase sempre, é esse: quando se espera muito, o resultado normalmente fica aquém do que nos é oferecido.


Para Roma Com Amor é um filme centrado em núcleos, contando basicamente quatro tramas diferentes. O problema, a meu ver, é que o formato não funcionou aqui, principalmente porque uma história não tem nada a ver com a outra, parecendo que Woody, preguiçosamente, juntou ideias de curtas metragens que tinha guardado em algum lugar, transportou a ambientação para Roma e montou o seu filme. Afinal, qualquer uma daquelas histórias poderia ter sido encenada em qualquer outro lugar do mundo, seja em Manhanttan, em Buenos Aires ou no Rio de Janeiro. 

O que parece, na verdade, é que Woody Allen fez um filme para ele mesmo se divertir, com algumas referências particulares e que, tenho certeza, só devem ter agradado a ele mesmo. Vemos na tela uma certa melancolia para com o passado, uma crítica à fama pela fama e um ou outro momento mais inspirado que arranca algumas gargalhadas (o cantor de chuveiro é sensacional!). 

O elenco de peso, com nomes como o do próprio Woody Allen, além de Alec Baldwin, Roberto Benigni, Penélope Cruz, Judy Davis, Jesse Eisenberg e Ellen Page, entrega sempre ótimos resultados nas cenas sempre exageradas escritas por Woody.


No final das contas, o que acaba importando no filme é Roma. Não sei vocês, mas eu, que conheço a cidade (e a considero uma das mais lindas do planeta), adorei vê-la na tela. Seus cartões postais, sua gente, e a sua adorável confusão estavam ali, despertando uma onda de saudade e desejo de um dia voltar a revê-la.

Ou seja, esqueça as tramas desse novo filme de Woody Allen. O que vale a pena em Para Roma Com Amor é, certamente, Roma. Com muito amor!
Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

0 comentários:

Share