17 de set de 2012

Pop Séries: Ugly Betty


-->

Em tempos de globalização, a venda de formatos tornou-se algo corriqueiro para as emissoras de televisão. Reality shows são produzidos e vendidos para todo o mundo, assim como enredos de séries americanas que ganham um toque de cultura local e são produzidos ao gosto da emissora e do país comprador. As próprias emissoras americanas são experts em adaptar séries inglesas à sua própria realidade e pelo menos existe um caso de sucesso de uma adaptação de série de outro país dentro dos EUA, In Treatment, que foi refeita baseada numa produção original israelense e cuja versão brasileira, Sessão de Terapia, está prestes a estrear no GNT. O diferencial de Ugly Betty e que a faz merecedora de destaque, foi a sua produção original: uma novela colombiana, Yo Soy Betty La Fea, de 1999.

Adaptada pela produtora da atriz Salma Hayek em parceria com a Touchstone Television, Ugly Betty foi originalmente ao ar em 2006, pelo canal ABC, nos EUA, conquistando um grande público que se rendeu à história da protagonista Betty e de sua escalada rumo ao sucesso dentro de uma revista de moda.

Betty Suarez (America Ferrera) é uma secretaria competente da revista Mode, mas que contrasta com as demais pessoas que ali trabalham: Betty foge totalmente ao tipo de beleza vigente, já que usa aparelho nos dentes, óculos e roupas inapropriadas para o meio editorial; um verdadeiro patinho feio num lago de cisnes. Seu patrão, Daniel Meade (Eric Mabius), é o mulherengo filho do dono da revista, que assumiu há pouco tempo o cargo; a vilã  Wilhelmina Slater (Vanessa Williams), espera que ele não se saia bem na tarefa, já que quer a todo o custo o cargo de editora da Mode. O que ninguém espera é que Betty e Daniel, juntos, acabem se tornando um sucesso dentro da publicação.


O elenco é ainda composto por Amanda Tanen (Becki Newton), a recepcionista que quer o cargo de secretária de Daniel; Marc St. James (Michael Urie), o afetadíssimo gay e fiel escudeiro de Wilhelmina; Christina McKinney (Ashley Jensen), uma das poucas amigas de Betty dentro da Mode; Henry Grubstick (Christopher Gorham), primeiro interesse amoroso da protagonista; e Alexis Meade (Rebecca Romijn) irmã de Daniel, que um dia já foi Alex, mas que passou por uma mudança de sexo surpreendendo a todos. Além disso, a família latina de Betty é um caso à parte, composta por sua irmã Hilda Suarez (Ana Ortiz); seu pai Ignácio Suarez (Tony Plana); e seu também afetadíssimo sobrinho Justin Suarez (Mark Indelicato).

A versão americana difere da original colombiana principalmente pelos elementos dramáticos inseridos na trama, além de sua exibição semanal e não diária, como ocorre no formato telenovela. Apesar dos momentos cômicos, Ugly Betty não é uma sitcom, e sim o que os americanos chamam de dramédia.

Tornando-se uma série querida da audiência, Ugly Betty contou com diversas participações enquanto exibida. Além da própria produtora Salma Hayeck, nomes como Lindsay Lohan, Lucy Liu, Shakira e a supermodel brasileira Adriana Lima, deram às caras na série.

Um fato interessante é que existia dentro da série uma famosa novela que era assistida pela família Suarez, Vidas de Fuego. Ali, grandes estrelas das novelas mexicanas da vida real interpretavam os personagens da trama dentro da trama, como Marlena Favela, Sebastian Rulli, Nenel Conde, Helena Rojo e Eduardo Rodriguez.

Cancelada no final da sua quarta temporada, Ugly Betty tem um final aberto onde não temos a certeza sobre a escolha final da protagonista. Entretanto, a cena que encerra o series finale é perfeita: enquanto Betty passeia por uma praça londrina, surge o nome UGLY BETTY em letras vermelhas. Aos poucos o UGLY vai sumindo, ficando apenas BETTY na tela, enfatizando as mudanças vividas pela protagonista durante os quatro anos em que a série foi ao ar. Poético e emblemático. 

Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

-->

0 comentários:

Share