21 de out de 2012

Grey's Anatomy - 09x03 - Love the One You’re With





O que acho mais interessante dessa vida é que, por mais que estejamos sujeitos a todo tipo de adversidade, nunca há muito tempo para que fiquemos chorando, sofrendo e amaldiçando a dita cuja. Ela, sempre ela, não liga se juntamos ou não nossos cacos. O que nos resta, sempre, é seguir em frente.

Na ficção de Shonda Rhimes, isso não é diferente. Em Grey's Anatomy as desgraças são inúmeras (e parei para enumerá-las e desisti, já que a quantidade é enorme), mas a vida sempre segue seu rumo, com novos acontecimentos guiando a vida daqueles personagens. Assim, doeu nos despedirmos de Lexie e Mark, mas existe muita vida (e problemas) ao redor de nossos médicos.

A volta de Kepner e o indisfarçável clima entre ela e Avery deram o tom de leveza do episódio. Gosto de Kepner e, apesar de achar essa história de "revirgindade" a coisa mais idiota possível, acabo me divertindo com seus draminhas bobos. E com Kepner, até o chato do Avery se torna minimanente interessante. Vamos ver como esse casal vai se desenvolver.

Na parte série da história, a companhia aérea responsável pelo acidente que movimentou o fim da temporada passada faz uma proposta milionária para os sobreviventes. E a questão maior apresentada foi: aceitar ou não esse valor e deixar essa história de uma vez no passado? Eu, sinceramente, teria aceitado o dinheiro e seguido em frente. Mas entendo a postura de Derek e dos demais (convencidos por ele), de querer entender o que aconteceu e todo o seu blablabla. 

O que realmente está ficando chato é essa postura vitimizada e rancorosa de Arizona. Putz, ela perdeu  um pedaço da perna, isso deve ser realmente traumático, mas precisa adotar essa postura agressiva para cima de Callie que fez tudo para que ela sobrevivesse? Sem paciência com todo esse drama, já que não vejo a hora de Callie poder ser minimamente feliz. Ela merece, né? #Dicona pra você, Shonda Rhimes


Yang vai, aos poucos, se adaptando no novo hospital. Se todo o clima de felicidade e companheirismo do novo ambiente pode assustá-la, é inegável que, no final do episódio, ela já estava mais familiarizada com tudo aquilo. Ou você um dia imaginou que veria nossa doutora ranzinza rindo com o velho médico "de quase 100 anos de vida"? #Tenso e divertido.

A nova interna de Karev ganha espaço, já que ele não lhe dá muita atenção e age como um atendente com ela. Draminha bobo que, tenho certeza, serve apenas para aguçar a curiosidade para dormir com mais uma interna, duvidam?

No mais, parece que, finalmente, o Seattle Grace Mercy Hospital volta ao seu "normal", depois de mais uma tragédia. O que será que teremos pela frente?

Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!


0 comentários:

Share