21 de nov de 2012

Até Que a Sorte Nos Separe, de Roberto Santucci





Com um enredo simples e um tanto clichê, Até Que a Sorte Nos Separe, do aclamado diretor da comédia De Pernas pro Ar, é outro sucesso de bilheterias do cinema nacional e, apesar de contar uma história que já ouvimos um milhão de vezes, diverte o público e consegue nos tirar umas boas gargalhadas.

O filme narra a vida de Tino e Jane, que tentam criar a filha recém-nascida com muita dificuldade financeira. Porém, o destino os reservou uma surpresa um tanto quanto agradável e, do dia pra noite, a rotina do casal muda completamente após Jane ganhar um prêmio de mais de cem milhões de reais da Mega Sena, sonho de qualquer brasileiro.



Vivendo uma vida recheada de luxo e ostentação durante 15 anos, Tino perde o controle sob suas finanças e se vê falido. Com a péssima notícia, é obrigado a pedir ajuda ao vizinho Amauri, um contador burocrático e metódico. Sem poder falar para sua esposa, que espera o terceiro filho do casal e não pode passar por fortes emoções, Tino se envolve nas maiores roubadas para tentar se recuperar financeiramente e manter a ordem na família.


Em meio a uma história maçante (que insiste em bater na tecla sobre o valor do dinheiro e a materialização) e um elenco que não surpreende, a começar pela atuação caricata de Leandro Hassum (interpretando Tino), que não consegue se reinventar e a personagem perua de Danielle Winnits (Jane, esposa de Tino) que, venhamos e convenhamos, nunca foi uma grande atriz, podemos encontrar destaque no personagem de Amauri, interpretado por Kiko Mascarenhas, que dispensa exageros e conquista o público com seu jeito perfeccionista e seus problemas cotidianos.

Sem mais, só devo dizer que o filme é uma boa pedida para uma tarde tediosa de domingo, se você não tiver nenhuma outra coisa para fazer. Mas, entre qualquer outra atividade, não, o flme não vale que você saia de casa até o cinema mais próximo. #FicaDica

Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!


0 comentários:

Share