26 de dez de 2012

As Aventuras de Pi, de Ang Lee

>

Quando vi o trailler de As Aventuras de Pi logo o comparei, visualmente, com A Invenção de Hugo Cabret e, até com o antigo Amor Além da Vida - sem o 3D, óbvio. Mas, quando descobri a estória da obra, fiquei ainda mais encantando e com uma única certeza: a de que o filme tinha tudo para ser um dos melhores do ano. Não me enganei.

O longa é baseado no livro de 2001 escrito por Yann Martel, livremente "inspirado" na obra Max e os Felinos, do brasileiro Moacyr Scliar (o que quase rendeu um processo internacional de plágio, deixado de lado pelo brasileiro já que Yann Martel assume publicamente a "inspiração" de sua estória) e fala sobre a vida de Piscine Molitor - sim, o nome de uma piscina -, filho de um dono de zoológico. Extremamente religioso - e vegetariano -, ainda jovem ele se vê obrigado a fazer uma mudança inesperada, da Índia para o Canadá. Mas, na viagem, uma terrível tempestade faz com o que o navio naufrague e somente ele sobreviva, junto a uma zebra, um orangotango, uma hiena e o grande parceiro de Pi durante esta jornada, o tigre-de-bengala Richard Parker. Todos juntos num bote salva-vidas.


Fantasia. Realidade. Fé. Esperança. Tudo está no filme, na medida certa - sem trocadilhos, ok? A relação entre Pi e Richard Parker, uma parceira improvável e obrigatória nas circunstâncias vividas, nos emociona e nos faz refletir. Até que ponto a realidade, por mais cruel ou fantasiosa que seja, pode influenciar nossos valores?

Ang Lee conseguiu fazer um filme visualmente perfeito, com uma estória pra lá de encantadora e emocionante. Um espetáculo de cores e texturas, capaz de nos levar do horror à maravilha em questão de segundos. Destaque, também, para os atores que dão vida a Pi, principalmente quando jovem (Suraj Sharma) e a curta - e fundamental - participação de Gerard Depardieu.


As Aventuras de Pi nos mostra uma relação tensa de amor e amizade entre dois personagens incomuns, numa situação alarmante e desesperadora. Cabe a cada um pensar e decidir o que foi real ou não. E quanto da fé de Pi o levou àquela aventura permeada de fantasia. Afinal, qual história você preferiria contar sobre algo da sua vida? O real ou a fantasia? O final não vai mudar.


O que realmente aconteceu nas Aventuras - ou na vida - de Piscine fica por sua conta.

Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!

>

0 comentários:

Share