31 de dez de 2012

Pop 5ive: Os Melhores Livros (Lidos) de 2012


Conforme dizia a antiga propaganda do Ministério da Educação, "quem lê, viaja!". Eu, leitor compulsivo, tenho embarcado em viagens incríveis nesses meus anos de vida. Desde muito cedo descobri os prazeres da leitura e mergulhado em histórias diversas e envolventes, que durante as mais diferentes épocas, me fizeram companhia.

Nesse ano de 2012 que agora chega ao fim, eu li menos do que gostaria, mas não larguei de lado esse adorável hábito que me acompanha. E, entre os livros que me envolveram, seduziram e fizeram do meu ano mais feliz, resolvi elencar os meus cinco preferidos.

Perdoem-me se nem todos foram lançados em 2012, mas a lista, que é bem particular, conta com livros que foram descobertos e devorados por mim nesse ano que já está quase nos dando adeus. O bom dos livros é a sua atemporadalidade. Não importa o ano de lançamento e sim quando os descobrimos. 

Por isso, com vocês, o meu Pop 5ive de Melhores Livros Lidos em 2012. Para você comparar, concordar ou, até mesmo, se inspirar a conhecer algumas dessas histórias.

Lionel Shriver me cativou com Precisamos Falar Sobre o Kevin e com Dupla Falta. Mas foi apenas nesse ano que tive a oportunidade de ler O Mundo Pós-Aniversário, uma história envolvente e que brinca com a possibilidade de abraçarmos o "e se..." que tantas vezes se insere em nossa história.

Na trama, acompanhamos a vida de Irina, a protagonista, em duas realidades paralelas. Em uma delas, ela trai o marido com um amigo da família; na outra, ela contém esse desejo. O interessante é que ambas realidades acabam se encontrando no magnífico final orquestrado por Lionel Shriver. 

Um livro delicioso e, ao mesmo tempo, angustiante. Mas que não podia faltar nessa lista do que de melhor li em 2012.
---

Segundo romance do carioca Francisco Azevedo, Doce Gabito é de um lirismo ímpar ao apresentar uma história poética e envolvente. Se com O Arroz de Palma Chico (desculpa, sou amigo do autor) despontou como um romancista a ser observado, com Doce Gabito ele se firma como um dos mais poéticos nomes da prosa nacional.

Em Doce Gabito temos Gabriela Garcia Marques, uma homônima do famoso dramaturgo que tem sua vida ligada ao do escritor por diversos fatores reais e imaginários. Depois de perder os pais e o avô, Gabriela acaba na casa de prostituição de uma tia ausente e é criada pelas putas recatadas (sim, putas recatadas!) que lá vivem. 

Poesia pura e irresistível transbordam das páginas desse adorável livro. Aliás, atenção a esse nome: Francisco Azevedo escreve com o coração e faz de seus personagens nossos melhores amigos. Obrigatório para os que apreciam uma boa leitura.
---
  • Jogos Vorazes: Trilogia (Suzanne Collins)

Depois de conferir a versão cinematográfica de Jogos Vorazes, fui apresentado aos três livros de Suzanne Collins - Jogos Vorazes, Em Chamas e A Esperança -, sendo irremediavelmente envolvido pelo mundo distópico apresentado pela autora em seus livros de alto conteúdo político.

Em um futuro distante, a Terra como conhecemos deixou de existir e os Estados Unidos se transformaram em uma nação chamada Panem. É nesse país que ocorre anualmente os tais Jogos Vorazes do título, onde cada um dos doze distritos que formam Panem devem enviar dois tributos jovens, entre 12 e 18 anos, para disputarem a vitória num reality show em que apenas um deles sai vivo e consagrado vencedor.

É assim que conhecemos Katniss Everdeen, uma protagonista envolvente e que nos faz torcer por ela da primeira página de Jogos Vorazes até a última linha de A Esperança. Aliás, depois de começar, é praticamente impossível largar a leitura dessa trilogia. Ainda bem que ainda existem dois filmes baseados nos dois últimos livros para chegarem ao cinema que, se mantiverem a qualidade do primeiro, tem tudo para ser entretenimento da melhor qualidade.
---

Apesar de escrito antes do sucesso Um Dia, a Resposta Certa de David Nicholls só chegou ao Brasil nesse ano, depois do sucesso do livro e do filme que o consagraram internacionalmente.

Na "nova" história de Nicholls, somos apresentados a Brian Jackson, que em 1985 é um típico adolescente  que sonha aparecer no Desafio Universitário, um programa de perguntas e respostas da TV britânica. Na universidade, vive sonhos bobos e as paixões típicas da idade.

Com o clássico estilo narrativo que o consagrou, David Nicholls construiu um livro envolvente e divertido, capaz de nos prender em suas páginas e nos deixar ansiosos por cada novo capítulo. Leitura descompromissada e que vale o tempo empregado (que pode ser curto se você, como eu, for um devorador de boas histórias).
---

De uma sensibilidade incrível e escrito com preciosismo literário pelo estreante em romances Helder Caldeira, Águas Turvas é o tipo de livro que deveria ser leitura obrigatória para quem aprecia uma boa trama, dosada com emoção e bons personagens.

Focado no relacionamento entre o brasileiro Gabriel Campos e o americano Justin Thompson, o livro é bem mais que uma história de amor gay e segue os segredos e mentiras que pairam abaixo da superfície calma de uma típica família americana durante a atual crise financeira internacional.

Daqueles livros que você começa a ler e não larga até chegar ao final da história, Águas Turvas é o tipo de leitura sensível que conquista por sua simplicidade e emoção na medida!
---

Já conhecia algum dos livros da lista? Se não, espero ter inspirado sua vontade de lê-los; se sim, pergunto: concorda com sua inclusão nessa lista?

Que 2013 seja ainda mais repleto de boas leituras para você e para mim!

Para ficar atualizado com todas as novidades do PdB, curta nossa página no Facebook (clicando aqui) e nos siga no Twitter (clicando aqui). É fácil, rápido e super prático!

Sigam-nos os bons!


1 comentários:

Igo Ago disse...

Adorei Aguas Turvas! Realmente mto bom.

Share