25 de jan de 2013

Correndo Atrás: O Que Quase Deixei Passar em 2012



Quem vive na correria sabe como é difícil acompanhar séries, filmes, músicas e tudo o que rola por aí nesse mundo pop de meu D'us. Embora existam alguns apps como o Wunderlist e Evernote que dão uma ajudinha, convenhamos que, às vezes, acabam gerando mais uma tarefa tão chata quanto organizar o guarda-roupa (nada contra quem curte... quem curte?). 

O fato é que tudo gira tão rápido, que coisas realmente legais acabam passando despercebidas e é assim que começo a minha primeira contribuição pro PdB: com uma pequena lista de filmes, músicas e séries que quase escaparam das minhas mãos. 

Então bora ficar mais ligados? Baixe os apps, acompanhe o PdB e se ajude um pouquinho vai.

SÉRIES
How to Make it in America


HTMIIA conta a história de um grupo de jovens adultos tentando viver a vida na cidade de Nova York. As gambiarras, os "esquemas", festas e o drama cotidiano dos protagonistas criam a sensação de que a série é tão real quanto a vida de quem à assiste. A soundtrack é bem variada, algumas músicas antigas aqui e ali dão um toque diferente. Se ainda não viu, não espere nada como Skins, está mais pra sua vida só que mais hipster e em NY.
___
Girls

Do mesmo canal, mas não dos mesmos produtores, Girls é uma das séries mais real world que já assisti. Basicamente o assunto é quase o mesmo abordado em HTMIIA, mas com o foco em um grupo de amigas que se vêem sozinhas tentando correr pelo seu, tendo também a cidade de NY como cenário. 

"No more money", assim, sem dó ou piedade, é o que Hannah escuta da mãe por estar sendo sustentada há mais de dois anos enquanto não encontra nada melhor que seu estágio não-remunerado. Parece engraçado (e realmente é), mas é a grande realidade para muitos. A soundtrack é incrível e faz você ficar constrangido por deixar o app Shazam/Soundhound ligado enquanto assiste à série por não conhecer metade do que toca.
___
Mad Men

Indo para sua 6ª temporada, a premiada Mad Men, do canal AMC, merece mais do que sua atenção. A história envolve o mundo publicitário dos anos 60 e toda a produção dá o look and feel que a série realmente foi produzida em tal época. 

A maioria que prefere coisas mais "contemporâneas" pode olhar torto ou achar que possa ser um tanto chata, mas tire esse preconceito do seu café, use adoçante e dê uma chance para o pilot.
___
MÚSICA
The XX

Quando The XX ficou conhecido por Crystalized e Islands perdi um pouco o interesse por simples síndrome de underground e também por estar enjoado de tanto ouvir. Os lindos lançaram Coexist em 2012 e tudo o que posso dizer é que beira a perfeição. Se ainda não ouviu (o que duvido muito) corre pra fingir que já conhecia desde antes de ser lançado (????).
___
Miami Horror

Illumination é aquele álbum pra ouvir de manhãzinha ou na praia. Alternativo, indie, classifiquem como acharem melhor, Miami Horror é tão bom que faz você se sentir envergonhado de nunca ter ouvido antes.
___
Norah Jones

Casa comigo, porfavorzinho? E depois se separe pra fazer mais álbuns tão bons quanto Little Broken Hearts. Na verdade  não sei se foi pé na bunda, traição ou algo assim, mas tem mágoa de qualidade nesse albúm e tem ~superação~ também. Happy Pills que o diga.
___
Cícero


Poesia. Canções de Apartamento é, sem dúvidas, a parte mais linda da minha playlist  de 2012. Melancólico,  falando sobre desilusões e outras coisas mais, é o album ideal pra se ouvir sozinho em casa (ou apartamento, RSRSRSSS). Considerado um dos artistas da "nova MPB" o carioca Cícero colocou o coração no trabalho e nada mais do que justo colocarmos os nossos também na hora de escutá-lo.
___

FILMES
Um Dia (One Day)

Um filme de 2011 que assisti recentementeWhat a shame. Se você é do tipo sensível, já separe um balde para as lágrimas. Um Dia, com a mais que perfeita Anne Hatthaway, é a coisa mais linda. Simples assim.   
___
As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower)

Não importa se banalizou, não importa se "we are infinite" ja está sendo assinada por Clarice Lispector ou Caio F. Abreu nos tumblrs da vida.  O que importa é que As Vantagens de Ser Invisível foi o melhor filme de 2012 (e vale muito a pena ler o livro também), na minha humilde opinião. Nada contra filmes de super-heróis, produções em 3D e etc.: o fato é que o filme é empolgante e inspirador, daqueles que fazem você querer ir de carro pra um túnel qualquer da tua cidade e fazer ondas com o braço pra fora da janela enquanto escuta David Bowie.
___

Se você já viu/ouviu tudo isso e está neste momento olhando pro meu avatar com uma cara de "oh, really?", só tenho algo a dizer: desculpe se nasci. Caso contrário, ainda dá tempo de correr atrás e ter o que falar nas rodinhas da interwebz.
Vitor Gomes  
Vitor Gomes, 20 anos, paulistano que agora mora no litoral, está cursando o último ano de Design Gráfico e trabalha como Diretor de Arte. É apaixonado por música antiga, fotografia, design (sério?), café, séries, baladas e barzinhos. Já torceu o nariz para o mainstream, mas perdeu a chatice pela rua. Acha que todo e qualquer momento merece uma trilha sonora e uma foto, talvez por isso não largue do celular.
FacebookTwitter


5 comentários:

Leandro Faria disse...

São tantas dicas que tenho de me preparar para tentar seguir algumas delas.
Entre as séries, Girls e HIMIIA já estavam na minha lista. Mad Men eu realmente passo, já que não tenho a menor paciência para com a série. E olha que eu tentei.

Já os filmes, amei os dois. Tanto filmes quanto livros que os inspiraram.

Na música, tenho que experimentar tudo que você citou, já que só conheço a Norah. Feio, eu sei, mas sou assim hehehehe

No mais, ótima estreia, com um post cheio de possibilidades e que nos deixa querendo conferir logo tudo isso que você citou.

Grande abraço e seja bem vindo!

Vitor Gomes disse...

HAHAHAHAH o que vale é dar uma chance, se tentou e não rolou, tudo bem!

Serginho Tavares disse...

Eu adoro Girls, adoro mesmo e Mad Men também, as duas séries na verdade tem tudo a ver comigo! hehehe
Adorei o post Vitor, escreves super bem tanto quanto és designer o que mais uma vez prova o quanto o meu amigo Leco é mestre em achar gente boa!

Mwah!

Ariadny Theodoro disse...

Todos pegam no meu pé para assistir Mad Men mas essa vida de universitária louca varrida e bêbada aos finais de semana acaba atrapalhando um pouco mas prometo diminuir a dose em Fevereiro.

O Cícero é incrível e nossa, a primeira vez que ouvi duvidei que se tratava de um álbum produzido aqui no Brasil.

The XX está na minha lista de próximas a serem ouvidas. Devo alertar que essa lista é muito grande mas ok, vou dar um jeito de furar a fila.

Quanto aos filmes nem comento sobre As Vantagens de Ser Invisivel *-*

Um dia é um dos livros mais fodas que já li em toda minha vida e, necessito assistir essa adaptação urgente

No mas, Vitor você é o cara <3

Vitor Gomes disse...

HAHAH quanto amor galera, que bom esse feedback positivo do meu ~debut~ por aqui

Share