24 de jan de 2013

Pop Shows: Two Door Cinema Club




Ano Novo, vida nova, designer novo no ar e, é claro que não podiam faltar novas colunas para rechear essa avalanche de novidades que invade o Pop de Botequim. Assim, explico que o Pop Shows tem a simples proposta de trazer os melhores (ou piores) shows, acústicos e festivais de cantores e bandas de todos os gêneros.

Para começar com o pé direito, trago à vocês uma das minhas bandas favoritas em uma performance que dividiu opiniões, mas que mesmo assim não deixa de encantar os fãs do bom indie britânico. Pegue seu copo e sirva-se a vontade, porque eu vou falar é do Two Door Cinema Club!

Com um show simples, o Two Door Cinema Club, apesar de não surpreender transmite uma vibe que só a banda possui e, mesmo com apenas trinta minutos de apresentação, conseguiu animar o público exigente, afinal, se tratava de um dos maiores festivais anuais dos Estados Unidos.

Falo da apresentação da banda durante o Reading Festival, realizado em agosto de 2012 e que contou com nomes de peso como Paramore, The Cure, Foo Fighters, The Black Keys, Kaiser Chiefs, Kasabian, entre outras bandas. Não, não é uma coincidência: muitos desses nomes também estarão presentes no Lollapalooza 2013 que será realizado aqui no Brasil em março desse ano.



Com uma responsabilidade enorme de preparar o solo para os gigantes da noite, o Two Door não decepcionou e em seu curto repertório soube tirar o público do chão.

A banda começou com Undercover Martyn em meio a uma chuva de papel picado e seguiu com a enjoativa This is The Life. Apesar da pouca divulgação da época embalou o público ao som de Sleep Alone, primeiro single do último álbum Beacon, que foi lançado próximo a data do show.

As canções que realmente fizeram o público cantar e bater palmas foram as baladinhas Something Good Can Work e What You Know. Até mesmo a mesmo a incrível Next Year, que não é single, levou os presentes ao delírio com sua ótima produção bem performada ao vivo.

Antes do término, a banda ainda tocou Someday, do primeiro álbum Tourist History, mas finalizou e deixou com gostinho de "quero mais" com I Can Talk, que foi puxada pelos fãs e que, em termos de vocal, foi a melhor música da noite.

Por se tratar de um festival, não devo culpar a banda, mas senti falta de algumas canções como Eat That Up it's Good For You e Come Back Home.

Bem, quem ficou com vontade pode conferir o show no link abaixo e tirar suas próprias conclusões. Mas uma coisa eu garanto: não consegui ficar parada sequer um minuto e o desejo de estar no show foi inevitável.


Ariadny Theodoro  
Ariadny Theodoro,incansavelmente bipolar e a primeira mulher da trupe do PdB. Apaixonada por literatura, séries de televisão, teatro e fotografia digital, escreve por necessidade de manifestar suas diversas paixões, nem sempre compreendidas pelos demais. Escreve sobre tudo - o bom e o ruim! Afinal, alguém tem de ter a difícil tarefa de alertar ao mundo que nem tudo é sempre bom!
FacebookTwitter

2 comentários:

Vitor Gomes disse...

até baixei a discografia completa deles depois desse post e a mão tá coçando pra comprar o ingresso pro lolla agora ):

Ariadny Theodoro disse...

Nem me fale desse Lolla, eles vão tocar de sexta pra sábado de madrugada e eu trabalho. To quase dando um cano pra ir no show mas seria muita mancada.

Baixei sim e coloque na sua playlist porque vale muito a pena. Tourist History e Beacon são os álbuns da minha vida.

Share