11 de fev de 2013

Glee - 04x13 - Diva






As divas estão na área! Aliás, em Glee elas sempre estiveram! Afinal, em um grupo com tantos egos inflados que disputam competições musicais, nada mais natural que elas se manifestassem. E, desde a primeira temporada acompanhamos a competição de todos por seu lugar ao sol. Rachel, Kurt, Mercedes e Santana sempre foram os mais competitivos desse grupo. Mas, com uma nova formação, nada mais natural que um confronto com os remanescentes e os novos gleeks para atiçar um pouco os egos. 

Com as Regionais à vista e sem um grande nome para levar o grupo, Emma sugere a Finn uma competição de divas para deixar o interesse de todos aceso. Claro que a ideia surte efeito imediato e uma competição faz o povo do New Directions se alvoraçar.

Nessa competição, talvez Tina tenha sido a mais influenciada. Com uma atitude agressiva, a asiática botou pra quebrar, ganhou o status de diva do grupo (nessa semana) e avança cada vez mais para cima de Blaine. O que eu já disse ser uma ideia MUITO ruim, mas que ela insiste em acalentar. Vejo sérios problemas para esses dois no futuro.

Em Nova York, o comportamento de diva de Rachel beira o insuportável. Por isso, Kurt tem a ideia de novamente desafiar a amiga, para botá-la de volta aos eixos. No chamado Duelo da Meia-Noite, os dois novamente se enfrentam com uma canção de musical (dessa vez com uma música de Os Miseráveis, que faz sucesso nos cinemas e você já deve ter listo nossa crítica aqui, né?), com Kurt se sobressaindo e Rachel, graças a isso, voltando ao normal. Amigos são pra essas coisas.

E Santana, de volta ao McKinley para mostrar o que era ser diva aos seus colegas, me fez rir muito em sua conversa com Sue, que disse tudo o que os telespectadores pensam sobre essas viagens e aparições dos antigos personagens. Fora isso, o drama do triângulo Brittany-Sam-Santana foi divertido e serviu para mandar a latina de vez para Nova York. Prevejo tensão no apartamento de Rachel e Kurt com essa possível nova roomate que eles arrumaram (à força)!

Finalmente voltamos a ouvir falar do casamento de Emma e Will. Prestes a retornar de sua missão junto ao congresso americano, Will deve aparecer apenas para o SIM no enlace com Emma. Enquanto isso, a orientadora do McKinley se descabela para organizar tudo, com seu TOC e indecisão. Ainda bem que Finn está disponível para ajudar, né? #SóQueNão. Na hora em que vi o ex-aluno-atual-treinador-do-Glee-Club dando altas dicas para Emma na escolha de arranjos de mesa, pensei: "xiiiii, vai dar merda". E deu, né? Que porra de beijo foi aquela? Que climão vai se instalar? 

Com as Regionais se aproximando e, mais precisamente, o casamento também, temos muitas confusões pela frente, como já dá pra ter uma ideia com a promo de I Do, o próximo episódio, que está sendo chamado de Wedding Event:


Será que Emma vai realmente dizer Sim???
Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

1 comentários:

Serginho Tavares disse...

Eu só achei muito estranho o Kurt vencer a Rachel com aquela canção.

Share