22 de mar de 2013

Grey's Anatomy - 09x18 - Idle Hands







Grey Sloan Memorial Hospital. O novo hospital dirigido por médicos está finalmente em funcionamento. Depois de tantos problemas e futuro nebuloso pelo qual passaram, é interessante ver os médicos que acompanhamos há nove temporadas assumindo um papel diferente, além daqueles que sempre exerceram. E se ter um hospital pode ser super legal, fazer parte de um conselho diretor tem também o seu lado lá não tão glamouroso.

Com o hospital novamente em funcionamento e os médicos como parte do conselho diretor, nada mais natural de que sejam eles os procurados para assuntos burocráticos, entre eles, a escolha de projetos que ganharão injeção financeira para ter continuidade. E foi ótimo ver Bailey correndo atrás de um por um para propor seu projeto de mapeamento do Genoma e só conseguindo o que queria graças a um capricho de Yang, que precisava voltar à pesquisa para não se sentir apenas como um ser burocrático no hospital. 

Eu já tinha até me esquecido do namoro de Kepner, mas a virgindade do namorado e a inexistência de uma pureza da mocinha renderam bons momentos. Acho o assunto bem chatinho, mas gosto de Kepner. Só achei a metáfora do aparelho novo que escaneia o corpo humano e que ficou sem uso durante todo o episódio para que Hunt dissesse que "valeu a pena esperar" um tanto quanto forçada para o caso da moça com o paramédico. 


Falando em metáforas, o garotinho com câncer apaixonadinho por Wilson serviu para que Karev armasse uma série de pegadinhas com o namorado obstetra da interna, ganhando inclusive a ajuda de Webber depois da infame pegadinha com o nome Jenny Thalia. O problema é que, como bem pontuou o obstetra, enquanto Karev se divertiu às custas dele, é ele quem está pegando Wilson! Ui! Essa doeu!

Depois de muito tempo, finalmente Callie teve sua noite de sexo com Arizona. Tadinha, devia estar subindo pelas paredes, mas foi bem legal a forma como o assunto foi desenvolvido. Dava para entender o lado de Callie, mas também a insegurança de Arizona. O que importa pra mim, entretanto, é que esse é o casal mais fofo da série.

Bonitinho também foi o drama de Meredith e Derek com medo de algo acontecer ao bebê. Mas, como Shonda parece viver um momento feliz, foi lindo vê-los descobrindo ao final do episódio que o bebê é saudável e que será um menino.

Com mais um delicioso episódio nessa temporada, Idle Hands não apresentou nenhum caso avassalador, nem um gancho de nos tirar o fôlego. Mas quem disse que Grey's Anatomy tem de sempre fazer algo do tipo para ter o nosso amor?
Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter
Para receber os artigos do PdB por email e ficar por dentro de tudo que rola em nosso boteco, basta inserir seu contato abaixo e, pronto! Os melhores artigos, servidos de bandeja para você, da maneira mais cômoda e prática da internet:



0 comentários:

Share