17 de abr de 2013

Oblivion, de Joseph Kosinski


>

Este post será dividido, ok?! Parte dele será sobre o bom Oblivion, filme que tem muita de sua força na figura de Tom Cruise. Outra parte será sobre o atual momento do cinema - e vou falar mais especificamente sobre o público que vai aos cinemas.

Então, pra não começar de forma desagradável, vamos primeiro para o lado bom desse texto: o filme. Sim, Oblivion é um bom filme, com direção eficiente, bela fotografia, roteiro bem elaborado, ótimos efeitos e... Tom Cruise, direto de seu centro de congelamento ou de sua banheira de formol, como preferirem.

Em 2077 vemos uma Terra completamente diferente da atual. Não por ser o futuro, mas por termos "perdido" o planeta numa guerra contra alienígenas. Vencemos a guerra, mas perdemos o planeta. Jack Harper (Tom Cruise) trabalha na manutenção de equipamentos de segurança, baseado na Terra e prestes a ser transferido para o "mundo ideal" em uma colônia em Saturno - sim, chegamos até lá!! Essa manutenção faz parte de uma gigantesca operação para extrair recursos vitais, como a água, e transferir para esse novo mundo. O problema é que Jack tem um sonho constante, onde está no Empire State com uma misteriosa mulher, que ele nunca viu. Até que ele vê uma espaçonave caindo na Terra e, no resgate, encontra Julia Rusakova (Olga Kurylenko). Esse será apenas o ínicio de algo que pode mudar o futuro de Jack e da própria humanidade.


O filme é eficiente, longo, detalhista, em alguns momentos confuso, mas que consegue chegar ao objetivo. A cenografia é um destaque a parte. Por utilizar poucos recursos computacionais, vemos um planeta perfeitamente possível, real, em se tratando de uma guerra.

Tom Cruise, como dito, é quem segura o filme, na verdade. A direção de Joseph Kosinski é precisa, assim como o roteiro é bem elaborado, mas Oblivion seria mais um filme comum se não fosse pelo ator. Afinal, em muitos casos, o nome do protagonista sobrepõe o nome do filme. 

Felizmente, Oblivion é um bom filme, com o upgrade chamado Tom Cruise.
__

Agora vamos ao outro ponto desse post: os cinemas e sua plateia. Pela 1879ª vez, um grupo mal-educado, que não consegue respeitar as outras pessoas, estava presente à sessão que assisti. E isso tem se tornado rotina. Pessoas que conversam durante o filme, ficando jogando no celular, saindo-voltando-saindo sem parar... E sem contar que ainda ouvimos perólas do tipo: "se demos mal".

Se não quer ir ao cinema, não vá, cacete! Se quer conversar com a(o) amiga(o), acessar o Facekut (não é isso?) ou dar altos beijos no namorado, há locais mais apropriados. Talvez a pracinha ao lado, o banco do shopping ou até o motel. O que não pode é esse tipo de pessoa - na sua maioria, adolescentes - atrapalhar aos demais que querem assistir ao filme. Para não precisar desenhar, é bem simples: CALE A BOCA no cinema! Ou nem entre!


E para piorar essa situação pra lá de desagradável, o Cinemaxx - e outras redes - só disponibilizam filmes dublados. O motivo eu não sei ao certo, mas acredito que seja para "facilitar" o entendimento de um público cada vez mais preguiçoso e com menos capacidade para pensar, como o grupinho sem educação citado acima. Sei que as legendas junto às imagens formam uma combinação complicada demais para alguns, mas filme dublado com o péssimo som das salas (Cinemaxx) é o fim.

Afinal, se alguém souber, por favor me explique: qual o motivo das legendas serem tão temidas? Falta de vontade de praticar um pouquinho de leitura? Ou a eduação precária de alguns que não têm capacidade de ler, ouvir e ver ao mesmo tempo? Ou há algum custo "inferior" nesse tipo de filme?

Enfim, se alguém souber a resposta, me avise...
Bruno Schmidt  
Bruno Schmidt, vascaíno fanático, cinéfilo, devorador de livros, viciado em TV e internet - no celular. Redator publicitário, marquetista - não marqueteiro -, marrento e... petropolitano. Com ele o papo é sobre cinema, livros e TV. Mas sem cerveja, ok?!
FacebookTwitter
Para receber os artigos do PdB por email e ficar por dentro de tudo que rola em nosso boteco, basta inserir seu contato abaixo e, pronto! Os melhores artigos, servidos de bandeja para você, da maneira mais cômoda e prática da internet:


>

8 comentários:

Ariadny Theodoro disse...

Fico me perguntando a mesma coisa, a própria sociedade está acostumando as pessoas a lerem cada vez menos. Não consigo assistir filme dublado, é só no último do último caso.

Quanto aos mal educados, infelizmente, estão em todo o lugar. Respeito se tornou luxo quando, na realidade, deveria ser obrigação.

Hogust disse...

Aqui em Brasília o número de salas com filmes legendados tem sido cada vez menores. Isso deve-se ao fato das classes mais baixas terem uma renda um pouco melhor e, consequentemente, passarem a frequentar mais as salas de cinema. Por serem acostumadas pela tv aberta a ausência de legendas estamos sujeitos a esse atraso cultural.

Fernando Nickel disse...

Passei pelo mesmo problema assistindo esse filme. De uma lado um casal q ficava conversando o tempo todo e do outro lado um grupo de pessoas adultas - o q é ainda pior - fazendo gracinhas igual crianças sem controle!
Mas enfim, acho q a qualidade de som dos cinemas kinoplex fez com q a experiencia n tenha sido tão ruim... Eu, particularmente, prefiro N vezes assistir um filme legendado, mas até q nesses cinemas n tenho muitos problemas com o áudio.
Qnto ao filme, Oblivion é realmente muito bom!

Ley Basilio disse...

Um bom filme. Adoro ficções!

Opinião: Quanto ao fato das pessoas falarem, rirem, usarem celular, namorar, etc, concordo. Muitos são adolescentes/jovens que, por natureza, querem "aparecer" de alguma forma em meios sociais. Tentar educar essa "espécie" é tão difícil para os pais, quem dirá a terceiros, não é? O jeito é conviver com isso, Nos já fomos um(a). Já os adultos.. lamentável.

Quanto as legendas, tudo bem quem gosta. Já é um fato preguiçoso de querer aprender uma outra linguagem. Então considero mais uma opção pessoal e não cultural a pessoa que não gosta de ler as legendas. Ler um livro é algo diferente, gera imaginação. Em um filme já existe conteúdo visual. Para aproveitar ao máximo a dramatização e entendimento de conteúdo áudio visual estrangeiro, foram criados dubladores, como uma opção. Como há em outros países, ate melhores desenvolvidos que o nosso. Senão, bastariam somente as legendas pra um aproveitamento áudio visual de 100%. Opções existem pra isso. Particularmente, sou preguiçoso, prefiro dublado e assistir no conforto de casa com minha esposa, deixo o cinema pros jovens ansiosos. Para os que conseguem aproveitar 100% do filme com a legenda. muito bem!

Boa resenha e post. Um Abraço!

Letícia disse...

Me sinto da mesma forma que você, tanto que eu já quis armar barraco dentro e fora do cinema, se não fosse meu namorado acho que já seria marcada como a barraqueira do cinema! Acredito enquanto pessoa e enquanto futura psicóloga que educação vem de dentro de casa, se vc não da a base de limites para seus filhos eles provavelmente vão se tornar esses adolescentes e adultos mesquinhos que só olham para o próprio nariz!

Em relação ao filme eu ainda não assisti!

articulos disse...

Para contornar e conseguir assistir o filme com mais calma e não passar nervoso, minha sugestão, é ir no horário mais cedo. Antes das 14:00.

Geralmente esse pessoal mais barulhento gosta de ir mais para o fim da tarde e a noite com a turma enorme.

Fora que colocam os pés na poltrona e fica empurrando as suas costas. Horrível.

O momento de prazer, vira um momento de raiva.

abs


CRIS disse...

É por essas e outras q já fazem duas décadas que não vou a nehuma sala de cinema, pagar pra ficar com um monte de mala não te deixando assistir o que você quer, e ainda ser extorquido com os preços dos alimentos, melhor ficar em casa, e outra cinema é um tremendo "pé no saco".

Alexandre Lavrador disse...

Você gostaria de receber milhares de visitas no seu Blog ou Site todos os dias?
Conheça WWW.DIVULGABLOGSITE.COM
Uma ideia simples porém genial!
Um muro onde você cola nele o Banner do seu Blog
ou
Cola o nosso Banner na sua área de parceiros e aparece de graça automaticamente listado na página segundaria: divulgablogsite.com/referrer.php (a segunda página de maior visita do site)
Recebemos uma média de 7 milhões de visitas diárias no muro!
Mais de 400 Blogs já colaram nosso Banner, grave sua marca neste muro e faça parte da história da internet brasileira.




Would you like to receive thousands of hits on your blog or website every day?
Meet WWW.DIVULGABLOGSITE.COM
A simple but brilliant idea!
A wall where you paste it to your Blog Banner


O único site totalmente gratuito especializado em promover encontros infiéis entre casados Trair.tk , apoia esta ideia.

Share