28 de mai de 2013

Velozes & Furiosos 6, de Justin Lin





Os fãs de filmes de adrenalina não ficarão decepcionados com Velozes & Furiosos 6 (Fast & Furious 6, no original). Li algumas críticas antes de assistir o longa, mas como boa taurina preferi pagar para ver e gostei do filme de uma forma geral. Além das várias cenas de ação, você conhece melhor o perfil de cada personagem e entende o porque de cenas que aconteceram nos outros episódios anteriores da franquia. Na minha humilde opinião, Velozes & Furiosos 6 é o melhor dos seis filmes já produzidos. 

Mesmo tendo a conta bancária devidamente recheada, Dominic Toretto (Van Diesel) e sua equipe resolvem deixar a pacata vida de milionários na Europa e se reúnem para mais um trabalho após Hobbs (Dwayne Johnson) apresentar provas de que Letty (Michelle Rodrigues), a antiga namorada de Dom, está viva e envolvida com Shaw (Luke Evans), um perigoso criminoso internacional, que está prestes a conseguir a última peça para montar uma perigosa e valiosa arma. 

Essa era a oportunidade esperada por Toretto e sua equipe para conseguir a realização de um sonho! Como pagamento, exigem obter perdão por todos os crimes de que são acusados pela justiça americana, podendo voltar para a casa de suas famílias nos EUA. Além da chance de recuperar Letty. 


Não faltam cenas de corridas em carros alimentados por nitrogênio, mas a novidade dessa vez fica por conta de um carro rampa que dá muita dor de cabeça para Dom e Brian (Paul Walker). Além disso, boa parte das perseguições ocorrem em ruas movimentadas de Londres, o que deixa as cenas muito mais emocionantes, com manobras ultrarradicais, daquelas que faz você prender a respiração e esquecer-se de soltá-la. A equipe de Toretto está mais entrosada com Hobbs e a dinâmica é bem interessante, pois durante a trama algumas histórias contadas ao longo da franquia são finalmente amarradas, dando uma sensação de “o fim está próximo”. 

Mas como nada é perfeito, o filme apresenta algumas cenas bastante forçadas, no melhor estilo “nada a ver” que lembram bastante o nosso bom e velho amigo MacGyver (o mestre do improviso de Profissão Perigo, série dos anos 80/90), suficientes para fazer as pessoas soltarem um “ah vá”, como carros impedindo um avião de decolar, pessoas sendo arremessadas de um lado ao outro de uma ponte sem cair no vão de um desfiladeiro. Risível, mas que faz parte do pacote! 

Homan (Tyrese Gibson) continua dando suas “ratas”, o que fortalece o lado cômico da história. E como boa romântica, adorei o reencontro da Letty com Toretto! Para completar, o casal Han (Sung Kang) e Gi (Gal Gadot) é destaque em algumas cenas e movimentam o enredo. 

Para aqueles que resolverem assistir Velozes & Furiosos 6 a diversão é garantida. Mas dou apenas um último aviso: esperem pelos créditos finais. Existe uma cena extra bastante interessante, que alavanca o mistério do próximo (sim, certamente vem mais um por aí!) filme da franquia.


Leandro Faria  
Você curte cultura pop e também quer dividir suas impressões com o resto do mundo? Se gosta de escrever e está preparado para ser lido, entre em contado conosco através do email popdebotequim@gmail.com e teremos o maior prazer em publicar suas críticas e textos sobre o mundo pop. Não perca tempo e venha já fazer parte da nossa equipe!
FacebookTwitter
Para receber os artigos do PdB por email e ficar por dentro de tudo que rola em nosso botequim, basta inserir seu contato abaixo e, pronto! Os melhores artigos, servidos de bandeja para você, da maneira mais cômoda e prática da internet:



1 comentários:

Francine disse...

Mataram personagens que eu gostei... snif... mas o filme é bom sim... rs.

Share