19 de ago de 2013

Pop Séries: Glee



Todos buscamos nosso lugar, queremos ser reconhecidos e fazer parte de algo. É inerente ao ser humano querer ser aceito pelo grupo e quando isso não acontece a frustração pode ser brutal. Glee, série musical recheada de sarcasmo e ironia, foca-se em personagens excluídos que usam a música como forma de se expressar. Criada por Ryan Murphy em 2009, conta como um professor de espanhol, Will Schuester (Matthew Morrinson), decide treinar o coral da escola (o Glee Club que faz parte do título), formado por um time de losers, e levá-los a serem reconhecidos, ao mesmo tempo em que lidam com as questões da adolescência. 

Protagonizada por um grupo de adolescentes desajustados, em sua primeira temporada o elenco inclui Rachel Berry (Lea Michele), competitiva até o último fio de cabelo, que se apaixona por Finn Hudson (Cory Monteith), atleta e namorado da popular cheerleader Quinn Fabray (Dianna Agron). Ainda fazem parte do coral o cadeirante Artie Abrams (Kevin McHale), a negra-diva Mercedes Jones (Amber Riley), a oriental aparentemente gaga Tina Cohen-Chang (Jenna Ushkovitz), o gay Kurt Humell (Chris Colfer), o encrenqueiro Puck (Mark Salling), o asiático Mike Chang (Harry Shum Jr.), além das cheeleaders Santana Lopez (Naya Rivera) e Brittany S. Pierce (Heather Morris). Durante as temporadas vamos acompanhando o desenvolvimento desses jovens, que crescem aos poucos e, apesar de suas diferenças, formam um grupo improvável de amigos. 

A grande vilã da série é a caricata Sue Sylvester (Jane Lynch), que vê no Glee Club uma ameaça ao seu grupo de cheerleaders e tem por maior diversão atormentar o professor Will Schuester. A treinadora é a responsável por alguns dos melhores momentos da série e seus planos infalíveis para acabar com o coral rendem excelentes momentos. No núcleo adulto, Will Schuester e a orientadora da escola Emma Pillsbury (Jayma Mays) se apaixonam, mas nunca conseguem levar seu relacionamento adiante, já que sempre algo acontece para impedir a história dos dois. 


Os números musicais dão o tom da série, com produções que podem ir do simples “um banquinho - um violão” a verdadeiros espetáculos da Broadway. Na trilha da série temos desde clássicos da música americana (e inglesa) até os sucessos do mundo pop atual. 

Apesar da temática adolescente, Glee é mais do que isso. Sempre exagerada, toca em assuntos espinhosos como preconceito, morte e sexualidade, escancarando os temas e, quase sempre, rendendo episódios excelentes. Mais do que uma comédia, Glee é uma série sobre perdedores buscando seu lugar no mundo e vendo o quão difícil é crescer e amadurecer. 

Aliado ao bom enredo, as músicas escolhidas dão charme à trama e é praticamente impossível assistir a um episódio sem ficar cantando durante dias algumas das músicas inseridas nele. Com os sucessos reproduzidos na série, Glee já rendeu e continua rendendo diversos álbuns com as músicas da historia que, certamente, fazem a alegria dos fãs.

Considerada um sucesso pelo público, Glee também agrada a crítica, tendo sido indicada e vencendo diversas categorias de prêmios direcionados a programas de televisão, como o Globo de Ouro e o Emmy

Além disso, Glee ficou conhecida pela grande quantidade de participações especiais, com muitos atores de sucesso pedindo para participar da série. Entre os nomes que já passaram pelo programa, alguns mais influentes são: Britney Spears, Idina Menzel, Kristin Chenoweth, Olivia Newton-John, Neil Patrick Harris, Gwyneth Paltrow, Ricky Martin e Whoopi Goldberg. 


Para sua terceira temporada foi criado um reality show, o The Glee Project, que buscava encontrar um novo ator para participar de sete episódios de Glee. Entre 40 mil inscritos, doze nomes foram selecionados e participaram de um processo seletivo acompanhado por todos e que gerou muita polêmica por conta de algumas eliminações. O mais divertido, entretanto, é que apesar de contar com dois vencedores (Samuel Larsen e Damian McGinty), foi o participante Alex Newell, eliminado no programa, quem mais ganhou projeção na série. Mais sorte teve Blake Jenner, vencedor do segundo ano do reality, que realmente ganhou um papel de destaque na série em seu quarto ano.

O quarto ano foi, inclusive, um ano de mudanças. Com a formatura de muitos dos personagens, novos gleeks foram inseridos na história, que apesar disso manteve-se interessante e passou a ter dois focos: a vida no McKinley High School, com as competições de coral e os dramas adolescentes; e a fase "adulta" dos personagens Rachel, Kurt e Santana que, morando em Nova York, ampliaram a ação da série.

Entretanto, a morte trágica do ator Cory Monteith, um dos protagonistas de Glee, devido ao abuso de drogas, colocou na berlinda o futuro da série. E, pelo visto, a quinta temporada será realmente a última. Convenhamos: tem tudo para ser inesquecível!

E você já sabe: Glee é comentada aqui no PdB por mim, Leandro Faria! Não perca nossos reviews!
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com


Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter
Para receber os artigos do PdB por email e ficar por dentro de tudo que rola em nosso boteco, basta inserir seu contato abaixo e, pronto! Os melhores artigos, servidos de bandeja para você, da maneira mais cômoda e prática da internet:

0 comentários:

Share