26 de out de 2013

American Horror Story: Coven - 03x03 - The Replacements




Quem foi que disse que a vida de bruxa era fácil? Em American Horror Story somos levados a acompanhar vidas estranhas e os desdobramentos dos atos e ações de tipos um tanto quanto bizarros. Em Coven, o cotidiado de um clã de bruxas de Nova Orleans nos leva a ter a certeza que pode até parecer complicado ser humano, mas ser bruxa não é nada fácil pra ninguém.

Fiona, a grande Suprema do clã atual das bruxas está vendo sua juventude e saúde se esvaindo e, exatamente por isso, fomos apresentados à sua versão mais jovem que, quando se deu conta de que seria a futura Suprema não teve dúvidas e fez o que se esperava dela: assassinou sua mentora para tomar o seu lugar. Acho incrível como Jessica Lange se sai bem em qualquer papel, mesmo fazendo sempre o mesmo personagem: a desajustada bêbada de passado negro. Porque sim, Fiona é exatamente isso e apenas um pouquinho diferente das duas outras personagens que a atriz fez nos dois anos anteriores de AHS.


Triste também é a vida de FranksKyle. Porque sério, um rapaz todo bonzinho e generoso como ele se mostrou ser para Zoe tinha de ter um sério problema. E estar morto nem é o maior deles. O rapazinho tinha uma mãe toda trabalhada no incesto. Ela saiu diretamente de Grey's Anatomy, onde era a madrasta de Meredith, para abusar do filho bonitinho em AHS. E ainda se revolta porque o corpitcho que ela agora pode abusar não é igual ao anterior. Ainda bem que o FranksKyle fez o doidão e afundou o crânio da querida mamãe. Achei pouco, viu!

Láááááá no pântano, outra que ficou toda toda para o lado de FranksKyle foi Misty. Sozinha e viciada em Fleetwood Mac, Misty descobriu em FranksKyle mais do que um corpinho para chamar de seu. E ficou toda irritada quando Zoe fui buscar o rapazinho para levar a mãe. Mas eu acho que Zoe volta pra resgatar a bruxa riponga e apresentá-la às suas amigas de New Hogwarts.


Por falar nelas, são outras que estão enfrentando problemas e tensões. Cordelia, a diretora, coitada, viu que não pode mesmo ter filhos. Por isso foi procurar a agora inimiga número 01 da sua mãe e mesmo assim se ferrou porque ela não lhe deu muita ideia. Queenie então, safadinha, quis perder logo a virgindade com o Minotauro afro descendente que foi acertar as contas com Mary Todd. Mas eu acho que essa história não vai acabar bem. Tipo, só acho. Além disso, temos vizinhos religiosos na casa ao lado, com direito a jovem gostosão e mãe fanática religiosa. 

Mas problema mesmo, do tipo fatal, teve Madison. Desenvolvendo os poderes que o colocariam na linha de sucessão para se tornar a nova Suprema, teve a garganta cortada por Fiona, exatamente como ela já havia feito com sua antiga mentora. 

The Replacements, esse terceiro episódio de Coven, apresentou muitas novidades enquanto andava aos poucos com a trama central de AHS. E a gente vai conhecendo assim a mitologia toda particular da série e se empolgando a cada episódio.
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com

Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share