21 de out de 2013

#ValeUmPlay: Bárbara Eugênia




A dica de hoje do #ValeUmPlay é coisa nossa: música brasileira e da boa. Bárbara Eugênia tem nome pomposo, algo de nobre, muito elegante. Um rosto fino, delicado como uma porcelana. Mas, o mais importante, uma voz de seda. Descobri sua música esse ano e, segundo minha modesta opinião, pode ser considerada um novo grande nome da MPB.

Bárbara tem 33 anos recém completados (7 de setembro 1980), é de Niterói, mas mudou-se para São Paulo em 2005, onde foi convidada pelo diretor Apollo 9 para cantar duas músicas do longa O Cheiro do Ralo, de Heitor Dhalia.




Em 2010 lançou seu primeiro álbum Journal de Bad, uma joia intimista, meio lounge, pra ouvir e viajar em canções como as belíssimas O Tempo e Dos Pés, que não são apenas um bálsamo para os ouvidos, mas também um colírio para os olhos, transformados em clipes que são verdadeiras obras de arte do audio-visual. O deslumbrante clipe de Dos Pés, gravada com Tatá Aeroplano, é um total êxtase de imagens fascinantes.

Esse álbum de estreia traz ainda Por Aí, uma delícia pop, retrô e muito fofa. Além da linda Embrace My Heart and Stay (sim, ela também canta em inglês), O Oposto do Osso, Sinta o Gole Quente do Café que eu Fiz pra Ti Tomar, uma gostosa canção que lembra as velhas marchinhas de carnaval dos áureos tempos e a melancólica Agradecimento, entre outras.


Esse ano Bárbara lançou seu segundo álbum É o Que Temos, com 11 faixas que repetem o bom gosto e a mesma qualidade do primeiro. A grande surpresa fica por conta de Porque Brigamos, antigo sucesso na voz de Diana, repaginada num clipe estarrecedor e maravilhoso. Em Sozinha, com sua voz malemolente, ela canta divinamente que quer ser "a outra". E solta a voz também em francês, sussurrando provocantemente Jusqu'a la Mort. Em ritmo mais descontraído e alegre tem Ugabuga Feelings, irresistível. Com seu fiel parceiro Tatá Aeroplano ela canta a doce e lúdica Eu Não Tenho Medo da Chuva e Não Fico Só. Bárbara encerra o disco com Out to the Sun, voz, violão, violino e passarinhos, só pra fechar com chave de ouro.

E se Bárbara Eugênia com seu jeito vintage e desencanado e sua música gostosinha que nem pão quente com manteiga derretida é o que temos, estamos muito bem servidos.

Dê uma conferida e tire suas próprias conclusões: basta clicar nos links sobre o nome de cada canção. Porque sempre #ValeUmPlay em canções tão boas!
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com


0 comentários:

Share