16 de dez de 2013

American Horror Story: Coven - 03x09 - Head




Quando eu achava que estava claro o caminho que seria tomado pelos roteiristas nessa reta final de American Horror Story: Coven, eis que sou novamente surpreendido pela série, que não tem medo algum em surpreender, subvertendo o que nós, erroneamente, esperávamos dela.

Eu estava enganado. Porque eu jurava que a grande disputa de Coven seria protagonizada pelo clã das bruxas versus as praticantes de vodu lideradas por Marie Laveau. Mas não, meus caros! Ryan Murphy e sua equipe decidiram nos apresentar, no meio do segundo tempo, uma organização cuja especialidade reside em caçar e matar bruxas, sendo mantida por um grande sistema financeiro e empresarial dirigido pelo pai de de Hank, o bizarro marido de Cordélia.

Head, dessa forma, apresentou a trama dos caçadores de bruxas, focando em Hank e seus inúmeros daddy issues, além de dar seguimento aos acontecimentos no clã das bruxas, na casa vodu e, na trama menos interessante da temporada, na fraca história da mãe tirana psicopata religiosa com o filho babacão que agora está entre a vida e a morte. 

Eu gosto particularmente de Mirtly nessa história. A personagem vem crescendo e foi ótimo vê-la botando para fora o ódio dos seus antigos companheiros de conselho e fazendo a vingativa arrancando seus olhos para dar à Cordélia e, logo depois, bancando o Dexter e se desfazendo de cada pedacinho do seu crime. #EuCurti



Com Fiona assumindo seu papel definitivo de Suprema, quem não se empolgou com a atitude da chefe do clã ao visitar Laveau para angariar mais poder nessa aliança contra os caçadores? E, melhor ainda, o que foi ela e FranksKyle jogando cartas depois de ela reabilitar minimamente o rapazinho?

Com a cabeça de Delphine LaLaurie indo para lá e para cá na história, foi interessante o apontado por Fiona à sua rival Marie Laveau: os caçadores de bruxas não irão poupá-la depois de acabar com o clã. Assim, devido ao vodu praticado por Laveau em Hank, o rapaz decide mudar os planos, agindo contra as orientações de seu pai e exterminar a casa vodu. 

O clifhanger não foi dos mais interessantes da temporada, mas serviu para aguçar a nossa curiosidade até a primeira semana de janeiro, quando Coven retorna de seu hiato: como será a vingança dos caçadores de bruxas agora que, devido à ação louca de Hank, Queenie foi obrigada a explodir a sua cabeça?

Até lá!
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com

Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share