27 de dez de 2013

Anjos à Mesa, de Debbie Macomber




Debbie Macomber já havia me conquistado com A Pousada Rose Harbor e O Amor Mora ao Lado. Com suas histórias adoravelmente bobinhas, a autora consegue levar o leitor a embarcar em suas tramas, nos fazendo torcer por seus personagens, mesmo que tenhamos plena certeza de que no final tudo será lindo e belo. Debbie Macomber é leitura frugal, para nos fazer viajar e curtir. E a autora faz isso como ninguém, vide seu sucesso e incontáveis best sellers.

Em Anjos à Mesa, novo lançamento da autora pelo Editora Novo Conceito no Brasil, acompanhamos uma história de amor que tem início no Ano Novo da Times Square, quando uma chef de cozinha, Lucie Ferrara, e um crítico culinário, Aren Fairchild, acabam se trombando no meio da multidão e, logo em seguida, tendo a melhor noite de suas vidas. Com a promessa de se encontrarem sete dias depois, um imprevisto os afasta até que, quase um ano depois, no início de dezembro, eles se reencontram e tentarão levar essa história adiante.

Delicioso e com dramas bobinhos e de fácil resolução, Anjos à Mesa é o típico livro onde você sabe exatamente o que vai acontecer com o avançar das páginas, mas que não consegue desgrudar até chegar ao seu desfecho previsível. Doce como as sobremesas preparadas por Lucie na história, o livro agradará a quem deseja devorar uma literatura de fácil digestão e que poderá lhe estampar sorrisos no rosto.

Mas, você pode estar se perguntando, que raios significa um título como Anjos à Mesa? A parte da mesa, é óbvio, diz respeito às profissões dos protagonistas do livro. E os anjos, meus caros, são uma referência aos outros protagonistas dessa história que, enviados por Deus, servem para ajudar Lucie e Aren a viver seu romance. E é exatamente aí que mora o problema da história.

Não me entendam mal, o livro é realmente legal. Mas eu, particularmente, deixaria de fora todos os capítulos em que Shirley, Goodness, Mercy e Will tem participação ativa. Os anjos, que deveriam ser o alívio cômico da trama, são apenas bobos e, sinceramente, totalmente idiotas. Pior: a história funciona perfeitamente sem eles, me parecendo que suas tramas foram inseridas no final, quando a autora já havia terminado de escrever a história de Lucie e Aren e queria esticá-la um pouco mais.

No fim das contas, Anjos à Mesa é um bom livro que poderia ser ainda melhor. Mas faço um mea culpa e admito que o problema pode ser meu, que não tive a menor empatia com os seres celestiais que enfeitam essa trama leve e divertida que, certamente, alegrará aos seus leitores.

Autora: Debbie Macomber
Páginas: 224
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com

Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share