18 de dez de 2013

Orgulhosa Demais, Frágil Demais, com Rita Elmôr e Samara Felippo




As décadas de 50 e 60 foram borbulhantes culturalmente. Com um mundo em constante modificação, eram as artes que espelhavam a realidade, antecipando tendências e conceitos. Com isso, grandes nomes íconicos da música e do cinema surgiram nessa época. Entre eles, o de duas mulheres essencialmente diferentes se destacaram no cenário mundial e são homenageados em Orgulhosa Demais, Frágil Demais, atualmente em cartaz no Rio de Janeiro, no Centro Cultural dos Correios.

Totalmente passado na noite de 19 de maio de 1962, o texto de Fernando Duarte, inspirado no romance de Alfonso Signorini, se foca em um encontro fictício de Marilyn Monroe com Maria Callas. Logo depois do emblemático Happy Birthday que Monroe cantou para o seu então amante,o presidente John Kennedy, no Madison Square Garden, a atriz se fecha em seu camarim e recebe a visita da cantora lírica Maria Callas, tendo início uma conversa que se envereda entre confissões de fraquezas e desejos de ambas, que prendem a plateia, hipnotizada pelo excelente trabalho apresentado pelas atrizes e pela direção da história.

Com personalidades marcantes e distintas, as duas mulheres são vividas com entrega pelas atrizes Samara Felippo (Marilyn Monroe) e Rita Elmôr (Maria Callas). Com excelente caracterização, incluindo réplicas bastante fidedignas dos vestidos usados por Monroe e Callas, aliada a um cenário econômico, mas que representa com detalhes o camarim de uma grande diva, o trabalho das atrizes se sobressai e é impossível não embarcar na história.

Samara Felippo foge do maniqueísmo e sua Marilyn Monroe é uma mulher exuberante, mas que merece o adjetivo "frágil" estampado no título da peça. Mas é o trabalho de Rita Elmôr que acaba se sobressaindo, muito pela personalidade de Maria Callas, que faz jus à alcunha de "orgulhosa" que leva na história.

Divertida e empolgante, Orgulhosa Demais, Frágil Demais merece a atenção de quem gosta de desbravar histórias de antigos e conhecidos ícones do mundo artístico. E ter a possibilidade de conhecer um pouquinho mais de Marilyn Monroe e Maria Callas é um prazer que toda uma geração, que não teve a oportunidade de viver na mesma época que essas divas, pode apenas vislumbrar nas obras produzidas a partir de suas histórias. 

Orgulhosa Demais, Frágil Demais
Com: Rita Elmôr e Samara Felippo
Direção: Sandra Pêra
Centro Cultural dos Correios (Rua Visconde de Itaboraí, 20,  Centro - Rio de Janeiro)
De Quinta a Domingo, às 19h
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com

Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share