6 de dez de 2013

#ValeUmPlay - Tulipa Ruiz





Nome: Tulipa Ruiz Chagas
Idade: 35 anos
Natural de: Santos / SP
Gênero: MPB / Pop / Pop Florestal

Foi num foliar de uma revista que encontrei uma matéria sobre Tulipa Ruiz. E foi assim, quase sem querer, que acabei conhecendo-a, mas deixando para me encantar bem depois pelo seu trabalho musical, composições e desenhos.

Tulipa Ruiz vem de uma família musical. Seu pai, Luiz Chagas, foi guitarrista da Banda Isca de Polícia, gravou os melhores discos do cantor e compositor Itamar Assumpção. Seu irmão, Gustavo Ruiz, é guitarrista e produtor, tendo trabalhado com as cantoras Vanessa da Mata e Juliana Kehl.

Mas a música não foi a primeira escolha profissional de Tulipa, que trabalhou antes como ilustradora numa agência de comunicação e, ocasionalmente, cantava ao lado do pai e do irmão num projeto chamado Pochete Sete. O canto passou a ser prioridade em sua vida há três anos, quando ela largou o emprego e passou meses compondo ao lado do irmão.


Em 2009, Tulipa fez sua primeira apresentação solo no projeto Prata da Casa, do SESC Pompéia (São Paulo). No ano seguinte, lançou seu disco de estreia, chamado Efêmera, contendo 11 músicas. O disco de estréia foi cercado de grande expectativa. A voz privilegiada da cantora paulista já atraía melômanos desde alguns anos atrás, quando as primeiras gravações demo apareceram em seu Myspace.

Tulipa batizou seu estilo como Pop Florestal - típico de quem veio de uma cidade pequena para uma cidade grande e, na mudança,  recebeu muita informação - sofrendo influencias de nomes como Gal Costa, Joni Mitchell, Ná Ozzetti, Zezé Motta, Baby Consuelo, Joyce, dentre outros.

Em meados de 2012, Tulipa lançou Tudo Tanto, seu segundo álbum, que me ganhou por inteiro. Das 11 faixas, 2 Tulipa compôs sozinha e as demais em parceria com o irmão, sendo que uma conta com a participação especial de Lulu Santos. 


Tulipa é uma das melhores artistas de sua geração. Seu canto é doce e afinado – às vezes, lembra a Gal Costa dos anos 60 e 70. As letras de suas canções são leves e bem-humoradas, sem aquela ranhetice social ou interiorização que aflige as artistas “sérias” da MPB atual.

“Eu nunca me imaginei cantora”, contou Tulipa na tal matéria que li quando a conheci. E, mesmo tendo começado tarde na carreira, ela teve tempo para descobrir sua verdadeira voz. Juntando uma cadência suave a agudos potentes, ela ainda tem nuances da rua, eventualmente com um andamento quase declamado.

#ValeUmPlay especial nos dois álbuns da cantora, mas com foco especial em:
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com
Fernando Santos  
Fernando Santos, mineiro nascido no dia do amigo/dia da amizade (20 de julho). Publicitário, se vê como uma mistura da cultura pop emanada dos meios de comunicação em uma tentativa de dialogar e tomar da fonte de todas as mídias.
FacebookTwitter


0 comentários:

Share