8 de jan de 2014

#BaúPop: Apertem os Cintos... O Piloto Sumiu!



Minha aventura no mundo do cinema começou com um filme dirigido por Jim Abrahams e pelos irmãos David e Jerry Zucker. Ok, não me julguem, eu devia ter por volta de 6, 7 anos e nem me importava com a besteira que eles estavam contando. Eu queria ir ao cinema de qualquer jeito, não importava o filme. Eu estava indo realizar um sonho e, para mim, aquele sonho era como hoje em dia ganhar um Playstation 4. 

Do que eu mais me recordo é daquela tela imensa, das luzes se apagando, dos antigos vitrais do cinema São Luiz acesos em Recife, das pessoas sorrindo, de minha madrinha dormindo ao lado, de uma colega do colégio e de achar que entendia a história. 

Mas, pra falar a verdade, eu apenas me lembro de duas cenas. Apertem os Cintos... O Piloto Sumiu! (Airplane!, no original) era um besteirolzão e, quando anos depois foi exibido na TV, achava o máximo ver estreando pela primeira vez na telinha um filme que eu havia assistido no cinema também. Entretanto, o que eu mais recordo daquela experiência é do quanto aquele local era incrível, mágico, perfeito.


Sim, eu tenho essa mesma sensação quando entro numa sala de cinema hoje em dia. Ela se torna especial, não importa o filme que eu veja. Mesmo ele sendo péssimo, mesmo as companhias sendo terríveis, existe algo especial ali dentro. Talvez estes pseudo pastores pensem que o céu é como uma sala de cinema, já que eles adoram comprar cinemas antigos, os destruírem e os transformarem em templos da perdição. Não! O cinema é um local sagrado, ao contrário destas pseudo igrejas, mas divago...

Voltando ao filme, Apertem os Cintos, lançado nos EUA em 1980, é tipo o bisavô do tipo de comédia que os sucessos de hoje em dia como Todo Mundo em Pânico beberam da fonte. Na verdade, o filme foi pioneiro nesse sentido ao rir do clássico Aeroporto

A história em si é simplória: um ex-combatente tem trauma devido à guerra e não consegue mais pilotar, mas viaja no mesmo vôo de uma aeromoça, que é sua grande paixão, para tentar reconquistá-la. Porém o piloto, copiloto e demais passageiros passam mal devido à comida e ele tem de se tornar um herói, salvando o seu amor e todos à bordo. 

Estrelado por Robert Hays e Julie Hagerty, o longa tem ainda nomes como Leslie Nielsen, Robert Stack, Lloyd Bridges, Peter Graves, Lorna Patterson e o ex-jogador de basquete Kareem Abdul-Jabbarem em seu elenco. O sucesso foi tanto, que somente na América do Norte, o filme arrecadou US$ 83 milhões.


O legado do filme? Apertem os Cintos... O Piloto Sumiu! foi considerado o décimo filme mais engraçado de todos os tempos pelo American Film Institute e o segundo na mesma categoria em uma pesquisa da TV britânica Channel 4

O que eu acho do filme? Prefiro não comentar, mas em minha opinião, o melhor do longa é o piloto automático! 

Gozações à parte, é um filme que vale a pena ser revisto apenas para matar saudades de Leslie Nielsen.
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra cá! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com
Serginho Tavares  
Serginho Tavares, apreciador de cinema (para ele um lugar mágico e sagrado), de TV e literatura. Adora escrever. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência e com os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter
-->

0 comentários:

Share