15 de fev de 2014

O Tempo Entre Costuras, de Maria Dueñas





O que todo bom livro precisa é de uma historia envolvente e que prenda o leitor desde o começo até o fim. E são poucos os autores tão hábeis na arte de encantar e magnetizar seus leitores. Recentemente me deparei com Maria Dueñas e seu belíssimo romance O Tempo Entre Costuras e já posso afirmar que a autora tem esta fantástica habilidade de prender-nos nas suas fabulosas linhas, narrando com maestria as aventuras, amores e decepções de seus personagens.

O Tempo Entre Costuras se passa nos bastidores de dois grandes conflitos: a Guerra Civil Espanhola (1936/1939) e a Segunda Guerra Mundial (1939/1945). Narrado em primeira pessoa, conhecemos a protagonista desta envolvente historia, a jovem Sira Quiroga, que mora em Madri com sua mãe, onde ambas exercem o oficio de costureiras. A jovem esta noiva de Ignácio, um rapaz sem muitas pretensões, o qual Sira vê como companhia para seus dias futuros, assim evitando que a solidão faça morada em sua vida.

Ignácio a convence de que a datilografia será melhor para seu futuro, já que a iminente guerra civil havia prejudicado todos os tipos de negócios, inclusive os ateliês de costura. A aquisição da máquina seria o último passo antes do casamento, mas é neste momento que a vida de Sira muda completamente. Enquanto o noivo está atento a todos os detalhes do equipamento, ela boceja e vai dar um passeio pela loja. É quando Ramiro aparece com seu ar galanteador, poderoso e requintado. O oposto do pacato Ignácio. Sira estremece. A paixão arrebatadora põe fim no noivado e ela parte com o amante para Marrocos. Ainda não sabia que seria abandonada grávida, endividada e com processos judiciais nas costas.

Dividido em quatro partes, o livro mostra o amadurecimento e as reviravoltas da protagonista ao longo dos anos e dos lugares que frequentou em Tetuán, Madri e Lisboa. Graças à habilidade com a costura, Sira é apresentada a outro mundo: sofisticado, mas cheio de espionagem e traições políticas. E é justamente esse ofício que a transformará de ingênua em astuciosa e requisitada. 

A maneira detalhada com que Maria Dueñas cria seus personagens é brilhante. Conseguimos visualizar Sira com minúcia; podemos sentir seus temores, suas dúvidas, sua coragem e seus amores. 

Por fim, O Tempo Entre Costuras nos mostra também o quão pouco sabemos do que a vida nos reserva  e como uma decisão tomada aqui e outra deixada para depois acolá podem reverter em uma guinada agradável ou não na nossa história. 

Autora: Maria Dueñas
Páginas: 480
Editora: Planeta
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com

Leandro Faria  
Artur Lima: aficionado por cinema, música, seriados e livros, não nesta ordem, apaixonado por dias frios e chá. Estudante de Comunicação Social, acha que sabe de tudo e sonha em trabalhar com cinema.
FacebookTwitter

0 comentários:

Share