13 de fev de 2014

Sangue na Neve, de Lisa Gardner



Eu voltei, agora pra ficar... Começar um post assim é deprimente, no mínimo. Mas, o que fazer se, após um hiato de alguns meses eu, Bruno Schmidt, retorno ao blog preferido por 10 em cada 11 pessoas inteligentes nesse país? Enfim, sim, estou de volla e falando sobre.. livro! Como parece que cinema é algo que não faz mais parte da minha vida, pelo menos os livros continuam presentes.

E, certamente, para um retorno e primeiro texto de 2014, nada melhor do que falar sobre Sangue na Neve, excelente livro de Lisa Gardner, lançado no Brasil pela Editora Novo Conceito. Fiquei algum tempo deixando o livro de lado. Confesso que olhava pra ele e não em animava muito. Até que um dia, sem outras opções, ele foi pra mochila. Que bom!

Sangue na Neve fala sobre um caso de homicídio aparentemente simples: a policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. Tessa também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha. Caso simples para uma detetive como D.D. Warren. No entanto, ao abrir o inquérito, a detetive terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e, o mais importante: onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D.D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida, enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.

Após iniciar a leitura, com certa resistência, foi impossível deixar o livro. Inteligente, repleto de reviravoltas e com suspense e ação no nível certo, Lisa Gardner consegue nos prender a cada página. Todas as peças que vão sendo encontradas terminam na montagem de um quebra-cabeças inimaginável inicialmente. E o mais interessante para um fã de Stieg Larsson e Lisbeth Salander (sim, confesso!): com uma antagonista, se é que podemos chamá-la assim, capaz de tudo e mais inteligente do que a maioria (ela, com certeza, seria uma das leitoras do blog). Tanto é que a protagonista, pra mim, nem é tão importante.

Sangue na Neve (Love You More, no original) é o quinto livro da série D.D. Warren (de um total de 8 livros já lançados). Entretanto, em nosso amado Brasil, foram lançados somente 3 até o momento, sendo esse o mais "atual". Como você, leitor sagaz, irá adorar esse lívro, os outros títulos (anteriores a esse no Brasil) são: Esconda-se e Viva Para Contar. Mas não se preocupe. A ordem dos livros não afetará o produto final.

Para os amantes do suspense, Sangue na Neve é um deleite. Leia sem moderação. Sua inteligência irá agradecer. E a criatividade também.

Se você não fã de suspense... Leia assim mesmo. Vale muito!

Autora: Lisa Garner
Páginas: 416
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com


Bruno Schmidt  
Bruno Schmidt, vascaíno fanático, cinéfilo, devorador de livros, viciado em TV e internet - no celular. Redator publicitário, marquestista - não marqueteiro -, marrento e... petropolitano. Com ele o papo é sobre cinema, livros e TV. Mas sem cerveja, ok?!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share