17 de mar de 2014

Por Toda a Eternidade, de Kristin Hannah





Algumas pessoas tem o dom de unir, agregar, de fazerem-se necessárias sem que, muitas vezes, se dêem conta disso. É devido à simples existência de determinadas pessoas que grupos são formados e, por causa delas, que permanecem unidos. Assim, quando o inevitável acontece, algumas vezes cedo demais, e essas pessoas raras se vão, as demais parecem à deriva, sem saber que caminhos tomar. É uma história assim que Kristin Hannah nos conta em seu livro Por Toda a Eternidade e que, adianto, merece a sua atenção.

Lançado no Brasil pela editora Novo Conceito, Por Toda a Eternidade não é um livro bonitinho. Antes disso, é um drama pesado, com bastante sofrimento e muitos desencontros. É o tipo de livro que te angustia e, ao mesmo tempo, te faz pensar sobre a própria vida, valores e pessoas que o cercam. Ou seja, é um livro que, apesar de não ser fácil, acaba ajudando todos aqueles que se aventuram a lê-lo.

Kate Ryan é uma super mulher. Mãe, esposa, filha e melhor amiga, Kate sempre esteve presente na vida de todos que a cercavam, amando e sendo amada, ao mesmo tempo em que ajudava a todos apenas com a sua presença e carinho. Até que um dia Kate morre. E é esse o ponto de partida de Por Toda a Eternidade.

A partir da morte de Kate, mergulhamos nas vidas de Johnny Ryan, Marah Ryan, Tully Hart e Dorothy Harty. Respectivamente marido, filha, melhor amiga e mãe da melhor amiga de Kate, esses personagens acabam que unidos pelos acontecimentos que sucedem aos anos seguintes à sua morte e, devido a um acidente, precisam acertar as contas com o passado e consigo mesmos. É por suas memórias e histórias que nós, leitores, viajamos e nos emocionamos em Por Toda Eternidade.

Dona de uma escrita sutil e emotiva, Kristin Hanna conquista e nos prende logo nas primeiras páginas do livro. A família Ryan e seus agregados meio que se parecem com tantas outras pessoas que conhecemos, apresentando até mesmo características que poderiam ser nossas. É essa identificação, que nos faz ser empáticos aos personagens, que nos atrai ao livro e na história que Kristin se propõe a contar.

Singelo e com uma mensagem de otimismo em seu final, Por Toda a Eternidade é belo e impactante. E um ótimo companheiro para aqueles momentos em que tudo o que você mais quer é mergulhar em uma leitura envolvente e que pode levar-lhe a viajar na vida de personagens interessantes e envolventes. 

Autora: Kristin Hannah
Páginas: 400
E você, curtiu o Pop de Botequim e quer colaborar com a gente? Se gosta de cultura pop, aprecia escrever e quer ser lido, não perca tempo e mande já um email pra gente! Vai ser um prazer ter você em nosso botequim! Entre em contato já e saiba como participar! Aguardamos seu contato através do nosso email: popdebotequim@gmail.com

Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share