17 de abr de 2014

#ValeUmPlay: Filipe Catto




Ele é gaúcho de Lajeado, tem 26 anos, uma cara de menino e uma voz arrebatadora. Suas influências são nada mais nada menos que Elis Regina e Ney Matogrosso, com um timbre que realmente lembra ambos. Seu nome é Filipe Catto.

Tomei conhecimento de Filipe em 2010, ano em que mudou-se pra São Paulo e ganhou mais visibilidade. Porém, ele iniciou sua carreira solo em 2006, quando começou a se apresentar em bares e divulgar seu trabalho pela internet. Em 2008 montou o show Ouro e Pétala, composto de voz, violão e palmas, se apresentando em teatros. Até que em 2009 lançou o EP Saga, para download gratuito, iniciando sua carreira profissional. Formado em Design, Filipe viu sua música entrar na novela global Cordel Encantado em 2011, ano em que assinou contrato com a gravadora Universal Music e gravou o seu primeiro álbum, Fôlego.


No entanto, só fui conquistado de vez pelo moço com Adoração, faixa do primeiro álbum, onde imprime toda sua personalidade, mostrando que é um artista original e de extremo bom gosto. No mesmo álbum ainda tem as ótimas Redoma, Dois Perdidos, Nescafé, Saga e uma homenagem a Amy Whinehouse com a música Johnny, Jack e Jameson (uma referência aos whiskys Johnnie Walker, Jack Daniels e Jameson Irish).

Filipe também tem sido figurinha fácil nas trilhas sonoras de novelas da Globo. Além da estreia com Saga, em Cordel Encantado, já teve suas canções executadas no remake de Saramandaia (Adoração), em Sangue Bom (Quem é Você) e Joia Rara (Flor da Idade).


Em seu segundo álbum, Entre Cabelos, Olhos e Furacões, de 2013, prova que é fã de artistas populares, transformando canções clássicas do cancioneiro brasileiro em covers maravilhosos. E o que antes parecia brega se torna muito chique em sua voz, como é o caso de Garçom, inquestionável sucesso de gosto duvidoso de Reginaldo Rossi, e Eu Te Amo, versão de And I Love Her de Zezé Di Camargo e Luciano gravada em 1991. Ou deixando ainda melhores belas músicas já consagradas por intérpretes como Simone, Fábio Jr. e Cazuza em Quem é Você, 20 e Poucos Anos e Luz Negra.

Juntamente a nomes como Tulipa Ruiz, Marcelo Jeneci, Karina Buhr, Tiê e Bárbara Eugênia, entre outros, Filipe Catto faz parte da nova e moderna música popular brasileira, trazendo frescor e um toque de sofisticação a um cenário musical que muitas vezes parece desesperador. Então não perca tempo e dê muitos plays em Filipe (gato) Catto.

Leandro Faria  
Esdras Bailone: leonino, romântico, sonhador, estudante de letras, gaúcho de São Paulo, apaixonado-louco pelas artes e pelas gentes.
FacebookTwitter

0 comentários:

Share