28 de abr de 2014

#VergonhaAlheia - Ano II - #03





Alô Brasil!!! 'Bora pro boteco? É claro, porque segunda-feira é dia de ir pro botequim bater papo com os amigos SIM!

E pra nossa terceira edição da coluna é tanta vergonha alheia que eu fico sem saber o que escolho pra comentar com vocês, sério! A galera não para de aprontar, de tentar aparecer, como foi o caso do seu, do meu (?), do nosso querido (??) apresentador Marcelo Rezende. Sabem? Daquele jornal de humor? 

Pois bem, o irmão do MC Gui morreu, todo mundo viu, né? Foi um choque muito grande e várias emissoras transmitiram a notícia. Aí a produção do jornal do Marcelinho, o Cidade Alerta, dono do famoso bordão "Corta pra mim" (que ganhou até livro), vai e coloca a seguinte legenda:




Pô, galera, pegou mal, hein! Ah, não entenderam? Então, eu explico. A legenda deu a entender que quem tinha morrido foi o MC Gui e não o irmão dele (inclusive minha mãe acreditou e veio comentar isso comigo, mas enfim).

Sabe o que ficou parecendo? Que os estagiários, sim, vamos colocar a culpa neles, se juntaram e pensaram: "O bordão do chefe não tá dando ibope, que tal se a gente lançar um mistério no ar, hein?", porque foi o que pareceu! Agora você imagina só: a família tá chorando a morte de um filho, aí liga a TV e !, mataram o filho errado. O desespero bate à porta, hein... 

E já que estamos falando em desespero, parem as máquinas: José Luiz Datena vai apresentar o Brasil Urgente só de cueca verde e amarela. Isso se o Brasil perder a Copa do Mundo! Gente, parem esse mundo que eu quero e preciso descer. 


Ai não, Datena, sério?! Já pensaram no destino da televisão brasileira se o Brasil  perde e esse homem aparece em rede nacional usando apenas uma cueca? Pelo visto não é só Marcelo Rezende que tá desesperado por ibope, porque olha... Tá puxado isso aí, meu povo! 

Eu já comprei camisa original da seleção, enchi a casa de bandeirinhas, comprei tinta guache verde, amarelo, azul e branca pra poder besuntar a cara e torcer pro Brasil ganhar, é sério! Inclusive já ensinei minha calopsita a cantar o hino nacional (toda ajuda é válida!), tudo isso pra garantir a vitória da seleção.  Por isso eu convoco você, leitor(a) amigo(a), a fazer o mesmo: torça pelo Brasil nesta Copa do Mundo, a televisão brasileira não precisa de mais esse desgosto! 


Por sinal, desgosto é o que mais rola na televisão. O pessoal de O Aprendiz Celebridades esteve no programa Hoje em Dia batendo um papo, tomando café, comentando as notícias e pá, o Zucatelli colocou o seguinte assunto na mesa: "Valesca Popozuda pensa em mudar sua imagem após ser considerada pensadora contemporânea."

Rolaram umas piadas de início, bem calcadas no preconceito, mas isso sempre acontece, né? MAS Michele Birkheuer, linda e loira foi muito feliz em sua colocação ao dizer que não quer dizer que Valesca seja menos inteligente só porque se expõe da maneira que faz (até porque é o trabalho dela, né gente?!). Então surge Maria Cândida do nada e corta Michele, dizendo que acha Valesca uma mulher ridícula, que dá mal exemplo para as crianças. 

Mas o que te sobrou, hein Maria? O Aprendiz, né? Então. Muitos defenderam dizendo que não pode haver preconceito e que Valesca é uma ótima pessoa, disseram também que ela não é uma pessoa ruim por ser quem ela é, mas Maria C. insistia, e sozinha, coitada. 

Não sou popofã (nome dado à base de fãs da Valesca), não sou mesmo. Mas assisti o clipe quando foi lançado, sei cantar Beijinho no Ombro e sigo Valesca no Twitter por ela ser uma pessoa que venceu na vida. Do jeito dela, se exibindo, cantando funk, mas venceu, ora bolas! Não é melhor ou pior que ninguém, só mais uma vencedora. Diga NÃO ao preconceito!


E tem música nova pra alegrar a segunda-feira de vocês, gente! Eu vi no Twitter um monte de gente falando Cola na Minha e resolvi dar uma olhada, porque sou curioso. E qual não foi a minha surpresa??? Thammy Miranda, ex-Salve Jorge, virou funkeira. Holy Shit! A ex-atriz e atual funkeira lançou sua música (?) no programa Legendários

Não Thammy, não faz isso! Tu tava bem de peruca longa na Turquia, fazendo a agente secreta, investe nessa área, amiga, porque olha, bem chatinha a música, viu? Tudo bem, você é afinada, não parece que precisou ser afinada digitalmente, mas a sua vibe não é o funk, sério! E me pareceu bem deslocadinha, bem "Não queria fazer isso, mas Glória Perez não vai fazer novela tão cedo.". Talvez estilo romântico? Country? Rock? Não sei, mas funk não é a sua área. Dois beijos!  (Ah, se quiserem arriscar, cliquem aí pra assistir o vídeo e boa sorte!)


E é isso aí meu povo! Tivemos muito desgosto, preconceito, gente matando gente errada, funk atravessado, tudo do jeito que a gente gosta, bem vergonhoso mesmo, né? 

Por isso, vou saindo de fininho e lembrando: cola na minha que ela vem! Semana que vem tem mais! Fui!

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, um espírito livre, observador do tempo, da vida e das muitas timelines da web. Sonha em ter muito dinheiro pra poder cair no mundo, aprender tudo o que puder. Acredita que jazz, blues, soul, pop, samba, pagode e erudito sejam as trilhas sonoras perfeitas para a vida que leva
FacebookTwitter

6 comentários:

Carol Vidal disse...

Gente, SÉRIO. Da onde Thammy tirou que poderia ser funkeira? Eu só consegui assistir a 37 segundos do vídeo e não aguentei mais. Muita vergonha alheia pra dar conta!

Glauco Damasceno disse...

SIM!!!! Eu ainda consegui aguentar até um minuto, mas depois não deu! huahuahuaua

Presente de Nego disse...

Vinte e oito segundos de agonia, foi o que consegui, rs! #ASHamed

Glauco Damasceno disse...

Hahahahaha, torturante mesmo, não?!

Lidiane Jorge disse...

NOOOSSAAAAAAAAA to bege!
nao consegui ouvir tudo, sério!
concordo com vc que ela deveria desistir dessa aí. Minha filha, acordaaa!

Glauco Damasceno disse...

Acho que o Brasil inteiro concordou, Lidiane!!! Hahahahaha

Share