18 de mai de 2014

Adultério, de Paulo Coelho



Depois de O Manuscrito Encontrado em Accra, lançado em 2012 e  alguns meses antes da estreia da cinebiografia Não Pare na Pista, que contará a história de Paulo Coelho, o escritor brasileiro renomado e autor de grandes obras como Veronika Decide Morrer, O Alquimista, Onze Minutos, lançou nesse ano mais um sucesso (precoce, em minha opinião), Adultério, que narra uma história que foge um pouco do estilo habitual do escritor mas que, sem dúvida alguma, trás uma sinopse poderosa e capaz de vender por si só.

Linda é uma mulher realizada, com pouco mais de trinta, uma família perfeita e reconhecida como uma jornalista respeitada. Além de morar na Suíça, um dos melhores países no mundo para se viver, a jornalista é casada com um homem que é o sonho de toda mulher: bonito, sexy, carinhoso, fiel e milionário. Mas, mesmo levando uma vida aparentemente perfeita, Linda se sente infeliz e está cansada da monotonia, o que a faz entrar em uma busca desesperada pela emoção.

Como se a vida atendesse seus pedidos, em um dia comum durante uma entrevista para o jornal em que trabalha, ela reencontra Jacob, um antigo namorado da adolescência e agora um político importante. A tensão sexual entre eles é notável e não demora muito até que eles se entregam aos seus desejos, mesmo conhecendo o risco de serem pegos, o que resultaria em prejudicar a campanha política de Jacob, que é casado com uma filósofa influente, e muitos conflitos no casamento de Linda que, depois de se envolver com o antigo amor, passa a se sentir uma mulher desejada e consequentemente usa a situação para apimentar e melhorar o seu casamento, que depois de dez anos se tornou morno e tedioso.

A partir daí acompanhamos o dia a dia da personagem que fica em dúvida entre sua vida perfeita e a recheada de aventuras. A mesma começa a se perguntar se a adrenalina que sente em relação à Jacob é apenas um passatempo sexual ou uma nova paixão; e ainda tem seu casamento que resultou em dois lindos filhos, mas há muito tempo deixou de ser algo excitante.

O verdadeiro intuito do livro é mostrar ao leitor que situações como as vivenciadas pela personagem principal são perfeitamente normais. No decorrer das páginas já é possível notar que Paulo Coelho aborda o tempo como assunto principal e a história de Linda é apenas um artificio para utilizar como exemplo, já que não há desfecho para as personagens envolvidas no enredo.

A motivação para eu terminar o livro foi encontrar a fórmula mágica que resolveria os problemas de Linda e das demais personagens mas, tudo que encontrei foi uma mistura incoerente de História, Religião e Autoajuda que resultou em um grande ponto de interrogação e fugiu completamente do padrão de qualidade e envolvimento que estou acostumada a achar nos trabalhos de Paulo Coelho.

O lançamento de Adultério aconteceu no último dia 12/04 e, há três semanas consecutivas ele está entre Os Mais Vendidos, de acordo com a Revista Veja. Apesar da procura, que tem sido grande, não garanto a satisfação esperada ao chegar nas últimas páginas, tampouco ao término do enredo.

Adultério
Autor: Paulo Coelho
Páginas: 240


Ariadny Theodoro  
Ariadny Theodoro,incansavelmente bipolar e a primeira mulher da trupe do PdB. Apaixonada por literatura, séries de televisão, teatro e fotografia digital, escreve por necessidade de manifestar suas diversas paixões, nem sempre compreendidas pelos demais. Escreve sobre tudo - o bom e o ruim! Afinal, alguém tem de ter a difícil tarefa de alertar ao mundo que nem tudo é sempre bom!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share