21 de jun de 2014

Vinte Garotos no Verão, de Sarah Ockler





Existem livros e livros. Livros bons, empolgantes e que te fazem devorar cada uma de suas páginas. Livros cansativos e chatos, daqueles que são verdadeiras torturas em forma de letras dispostas em frases. Livros que você almeja ler e não sossega até tê-los em mãos. E livros que te surpreendem, já que você começa a lê-los sem nenhuma expectativa e se surpreende com o que eles lhe reservam. Foi esse último caso que aconteceu comigo e Vinte Garotos no Verão, de Sarah Ockler, um livro delicioso e envolvente, que me conquistou e me garantiu momentos de leitura prazerosa e envolvente.

Lançado no Brasil pela Editora Novo Conceito, Vinte Garotos no Verão, apesar do nome um tanto quanto adolescente, é uma grata surpresa para os fãs de boas histórias. Com uma premissa simples, a autora Sarah Ockler consegue criar uma trama ora divertida, ora tensa e bem mais profunda do que pode parecer à uma primeira vista.

Contando a história de Anna, que é melhor amiga dos irmãos Frankie e Matt, o livro começa em um passado recente, quando no aniversário de quinze anos de Anna, um beijo entre ela e Matt acontece. Mas como lidar com uma paixão pelo seu  melhor amigo e com sua amizade com a irmã dele? O que fazer quando Matt pede para que ambos esperem para que ele possa contar o que acontece a Frankie em uma viagem por vir, mas essa viagem nunca acontece devido a um acidente de carro que vitima Matt, interrompendo essa história que é ceifada tão cedo?

Vinte Garotos no Verão é, dessa forma, um livro sobre a dor da perda, do luto e de como a vida sempre segue em frente, não esperando que recolhamos nossos cacos depois de um trauma. Anna e Frankie continuaram amigas, mas a segunda nunca soube do amor da primeira por seu irmão. E assim, um ano depois, em uma viagem de férias para a costa de São Francisco, as duas tem de lidar com seus segredos e com uma aposta ousada: conhecer vinte garotos no verão.

O livro é singelo e bonitinho, mas sem ser banal e esquecível. Vinte Garotos no Verão, apesar de voltado ao público adolescente e, porque não, jovem adulto, consegue ser também sombrio e triste, como são as vidas daqueles que perdem alguém em um acidente inesperado. Mas também é esperançoso ao mostrar que por maior que seja uma dor, sempre é possível conviver com ela, algumas vezes até mesmo ignorando-a, mesmo que ela nunca passe.

Sarah Ockler mostra-se aqui como uma autora sensível e que sabe conduzir sua trama de forma a nos deixar ansiosos pelas próximas páginas. A cada capítulo acompanhamos o desenvolvimento dos personagens e de seus dramas, em um crescimento sensível e humano, sem nunca soar artificial.

Vinte Garotos no Verão é o tipo de livro que surpreende. E, mais do que isso, o tipo de livro que te deixa com um sorriso no rosto ao final de sua última página.

Autora: Sarah Ockler
Páginas: 288

Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

0 comentários:

Share