1 de jul de 2014

Primeiras Impressões: The Leftovers



Como escrever sobre uma série a partir apenas de seu primeiro episódio? Pior ainda, como escrever sobre uma série repleta de mistérios, que não entrega e não diz quase nada em seu primeiro capítulo? Para este texto, tive inclusive que buscar em minha amiga internet algumas informações para poder ajudar você, caro leitor do Pop de Botequim, a mergulhar neste novo universo que, para muita gente, tem muito em comum com outra série que deixou meio mundo confuso, mas sedento por respostas, durante alguns anos: Lost.

E as comparações não são totalmente gratuitas. The Leftovers, que estreou por aqui na HBO dno último domingo, simultaneamente com a estreia dos EUA, pelo menos tem um dos criadores de Lost, Damon Lindelof, entre seus produtores. E é justamente ele que explica que este novo show (por mais comparações que a imprensa faça) tem bem mais a ver com os dramas da Família Soprano do que com a série da ilha, isto porque ela se passa num mundo real, ou seja, o nosso.


Ok, agora quem está sendo enigmático sou eu, então vamos logo ao que interessa. A série é baseada no livro Os Deixados Para Trás (The Leftovers, no original), de Tom Perrota, que também está na produção, juntamente com Damon Lindelof. Entretanto, é importante um alerta: não confundir com a série infinita de livros "cristãos" de Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins que, no Brasil, ganhou o mesmo nome, mas no original se chama Left Behind e ganhará ainda esse ano uma nova versão cinematográfica estrelada por Nicolas Cage.

Na trama de The Leftovers, encontramos nosso mundo num dia como outro qualquer e que, de repente, do nada, vê perder 2% de sua população. Sim, as pessoas simplesmente sumiram sem deixar rastro algum. Três anos depois acompanhamos a vida de quem ficou para trás, ou seja, The Leftovers do título. Agora, se foi algum arrebatamento bíblico como sugerem alguns personagens, eu duvido muito, já que o Papa Bento XVI foi junto (brinks). Mas, como disse Damon Lindelof, é o mundo real, né?

A série tenta então acompanhar o sofrimento daquelas pessoas numa pequena cidade dos EUA. O personagem central, o delegado Kevin Garvey (Justin Theroux, numa excelente interpretação, diga-se de passagem) está no olho do furacão. Entre uma cerveja e outra, remédios e pesadelos, ele vive o drama de ter perdido a esposa para uma seita maluca, onde o pessoal só usa branco, não fala uns com os outros e fumam o tempo todo sem parar. Depois ainda tem a filha atacada e o filho que agora segue um profeta, ou algo do tipo.


Liv Tyler também está no elenco, mas sua personagem, pelo menos neste primeiro episódio, não disse muito a que veio e sua interpretação também não foi lá estas coisas, ou seja era Liv Tyler sendo Liv Tyler. Mas não vamos julgar, foi apenas um episódio e resta esperar o que vem pela frente.

Damon Lindelof, já prevendo as comparações com Lost e a expectativa criada, avisou que não sente nenhuma pressão sobre si e a série, o que necessariamente nem deve ser verdade. Afinal, se The Leftovers não agradar, já sabemos o que acontece: desaparece, assim como aqueles 2% de sua história.

Serginho Tavares  
Serginho Tavares, apreciador de cinema (para ele um lugar mágico e sagrado), de TV e literatura. Adora escrever. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência e com os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter
-->

1 comentários:

Aide Hernández disse...

Esta nova série tem me louco com Liv Tyler ouvido falar sobre o livro que eu sempre acho muito interessante, e eu quero vê-lo.

Share