18 de out de 2014

#DocPop: Trilhas Sonoras Marcantes




Fala galera, hoje vamos falar de dois assuntos que caminham juntos: músicas e filmes. Mais especificamente, falaremos sobre trilhas sonoras. Afinal, um bom filme depende de várias combinações e fatores, como bom elenco, bom roteiro, boa direção... Mas, creio, que o mais essencial para que um longa funcione, é uma boa trilha sonora. Isso fica claro, por exemplo, quando nos lembramos de alguns filmes somente pela música e vice-versa. 

Foi pensando nisso que esse post nasceu e irei comentar, a partir de agora, sobre algumas trilhas sonoras que são realmente marcantes e inesquecíveis.


Um dos diretores que melhor sabe utilizar a força de uma boa trilha sonora é Quentin Tarantino. Tanto que é difícil falar de algum filme desse diretor sem uma boa trilha. E uma das mais marcantes é a de Pulp Fiction, de 1994. Tarantino usou ali uma variedade eclética de canções para representar o submundo de Los Angeles nos meados dos anos 90. A trilha inclui canções notáveis como, por exemplo, Misirlou, de Dick Dale, que é tocada durante os créditos de abertura.

Tarantino escolheu o surf music para a pontuar seu filme porque "parece apenas como rock 'n' roll de Ennio Morricone." O cover da música Girl, You'll Be a Woman Soon, feito por Urge Overkill, se tornou um marco no filme. Mas, o que faz com que a gente se lembre dessa trilha sonora é o casamento entre a música You Never Can Tell, de Chuck Berry, com as imagens únicas do Tarantino. 


Um clássico do cinema é, certamente, Cantando na Chuva, que já ganhou, inclusive, um #BaúPop especial aqui no PdB. E, é claro, existe a a cena marcante do longa - e da história do cinema! - onde Gene Kelly dança debaixo de uma chuva torrencial, a canção que também dá nome ao filme (Singing in the Rain, no original).



A canção principal da trilha sonora do filme se tornou um clássico, e a música por si só conta a história do filme e, exatamente por isso, merece ser vista e revista várias vezes!


Quem não se lembra de Top Gun ao escutar Take My Breath Away, da banda Berlin. Em um de seus papeis mais memoráveis, Tom Cruise vive o jovem tenente da força área Maverick, que ingressa na academia top gun juntamente com seu parceiro Goose. Maverick se apaixona por sua instrutora Charlie, em mais um filme clássico que muita gente se lembra principalmente pela música tema do casal. 


Essa é para quem gosta de uma boa luta. O clássico Rocky, interpretado por Sylvester Stallone, fez uma geração achar que poderia ser lutador também. Com seu jeito marrento e sedutor barato, a música Eye of the Tiger, do grupo Survivor, caiu como uma luva no filme, dando um tchananã a mais ao longa. Chame o seu pai e o deixe feliz com essa musiquinha, aposto que ele deve ter alguma história pra contar. 


Entrando no momento catástrofes na Terra, em especial nos EUA, temos Armagedon, com atitudes de heroísmo e um chororô danado. O tema I Don’t Wanna Miss a Thing é cantando pela banda Aerosmith, cujo vocalista Steve Tyler é pai da atriz Liv Tyler, que participa do filme como a romântica Grace. Aumente o som e relaxe porque o mundo não vai acabar, pelo menos não hoje.


Uma Linda Mulher, em minha humilde opinião, foi o filme que destacou Julia Roberts. Nele, um Magnata perdido (Richard Gere) pede ajuda a uma prostituta (Julia Roberts), que "trabalha" no Hollywood Boulevard, e acaba contratando-a por uma semana. Neste período, ela se transforma em uma elegante jovem para poder acompanhá-lo em seus compromissos sociais, mas os dois começam a se envolver e a relação patrão/empregado se modifica para um relacionamento entre homem e mulher. É marcante a musica tema do filme, Pretty Woman, clássico de Roy Orbison que, aposto, todo mundo conhece e associa ao longa. 


Um dos filmes mais emocionantes e puros que já assisti é Meu Primeiro Amor, que entrou em um Pop 5ive especial aqui no blog recentemente. Nele, Vada Sultenfuss (Anna Chlumsky), uma garota de 11 anos, é obcecada com a morte, pois sua mãe morreu e seu pai, Harry Sultenfuss (Dan Aykroyd), é um agente funerário que não lhe dá a devida atenção. Vada é apaixonada por Jake Bixler (Griffin Dunne), seu professor de inglês, e no verão faz parte de uma classe de poesia só para impressioná-lo. Paralelamente, é muito amiga de Thomas J. Sennett (Macaulay Culkin), um garoto que é alérgico a tudo. Quando Harry contrata Shelly DeVoto (Jamie Lee Curtis), uma maquiadora para os funerais, e se apaixona por ela, Vada se sente ultrajada e quer fazer qualquer coisa que estiver em seu poder para separá-los. Quem não se lembra da canção My Girl, de The Temptations, tema do filme? 


Nicolas Cage é um ator muito criticado por seus papei. Particularmente, gosto de suas atuações; não acho ele nem um gênio, mas cumpre bem suas funções. Mas, sem sombra de dúvidas, ele esta muito bem em Cidade Dos Anjos, ao lado da sempre competente Meg Ryan. Em Los Angeles, uma dedicada cirurgiã (Meg Ryan) fica arrasada quando perde um paciente durante uma operação, no mesmo instante em que um anjo (Nicolas Cage), que estava na sala de cirurgia, começa a se sentir atraído por ela. 

Em pouco tempo ele fica apaixonado pela médica e resolve ficar visível para ela, a fim de poder encontrá-la frequentemente, o que acaba provocando entre os dois uma atração cada vez maior, apesar dela ter um sério relacionamento com um colega de profissão. O ser celestial não pode sentir calor, nem o vento no rosto, o gosto de uma fruta ou o toque da sua amada, assim ele cogita em deixar de ser um imortal para poder amar e ser amado intensamente. A canção Iris, do Goo Goo Dolls caiu muito bem no filme.
___

Como dá pra perceber, Trilhas Sonoras Marcantes um tema muito extenso. Se fôssemos falar de todas as trilhas marcantes levaríamos muito tempo, então participe conosco e, se acha que faltou alguma música marcante que embalou momentos cinematográficos, comente aqui. É de graça e muito simples! :-P

Leia Também:

Leandro Faria  
Artur Lima: aficionado por cinema, música, seriados e livros, não nesta ordem, apaixonado por dias frios e chá. Estudante de Comunicação Social, acha que sabe de tudo e sonha em trabalhar com cinema.
FacebookTwitter

0 comentários:

Share