2 de out de 2014

Pop 5ive: Filmes Para Chorar





Ir ao cinema é um prazer de muitas pessoas mundo afora. E, exatamente para atender pessoas tão diferentes, existem os mais variados gêneros de filmes, que agradam a gregos e troianos. Ação, suspense, comédia, terror. É fácil achar entre as opções em exibição, algum filme que agrade a você e o motive a sair de casa e curtir um cineminha.

Entretanto, existe um tipo de filme que sempre atrai multidões aos cinemas, mesmo com todo mundo sabendo o que vai encontrar na sala escura: os filmes para chorar. Desastres naturais, doenças terminais ou algum capricho do destino fazem dos personagens pessoas frágeis e que podem sofrer a qualquer momento e é você, espectador, quem desidrata de chorar enquanto assiste ao filme.

Pensando nisso, resolvi organizar uma pequena e particular lista de filmes que, certamente, vão tocar no seu lado mais emotivo e tentar fazer com que você chore um pouquinho (ou um poucão, dependendo do tipo de pessoa que você seja).

Vamos à lista? Que, nunca é demais ressaltar, é bastante particular e, claro, vai deixar MUITOS outros filmes de fora. Confira os meus cinco escolhidos!

Meu Primeiro Amor (My Girl, 1991)

Uma clássico dos anos 90, o filme estrelado por Anna Chlumsky e Macaulay Culkin (vindo do avassalador sucesso de Esqueceram de Mim!), era centrado na descoberta da amizade e dos sentimentos de dois jovens adolescentes, Vada e Thomas, durante um verão aleatório.

Do primeiro beijo a uma grande perda, os jovens crescem e se tornam pessoas completamente diferentes daquelas que eram quando o filme começa e você, caro espectador, derramará um rio de lágrimas durante esse caminho. Lembro bem: Meu Primeiro Amor foi o primeiro filme a me fazer chorar na vida!

Um Amor Para Recordar  (A Walk To Remember, 2002)

Baseado em um sucesso de Nicholas Sparks (que, é óbvio, tinha de ter um dos filmes inspirados em seus livros fazendo parte dessa lista), Um Amor Para Recordar, estrelado por Mandy Moore e Shane West começa como um típico filme adolescente, mas tem uma virada imprevista (para quem não conhece as obras de Sparks) e um final arrasador.

Jamie Sullivan é a garota estranha e careta. Landon, o jovem popular e inconsequente. Devido a um erro do segundo, os dois acabam se envolvendo, se apaixonando e tendo de lidar com um grandioso percalço no meio do caminho. É de terminar o filme com os olhos inchados de tanto chorar!

P.S. Eu te Amo (P.S. I Love You, 2007)

Com Hilary Swank e Gerard Butler encabeçando o elenco, P.S. Eu te Amo, baseado no livro da autora best seller Cecelia Ahern, já começa com uma pancada: Gerry e Holly eram um casal feliz até a morte do segundo. Desolada com a morte do marido, Holly passa a ser surpreendida com o cuidado do falecido que, antecipadamente, preparou uma série de cartas para ajudá-la a lidar com e a superar o luto.

Enquanto Holly vai aprendendo que um grande amor pode perdurar mesmo com a morte de uma de suas partes, o público vai se emocionando e chorando enquanto vemos a personagem vivendo a sua irreparável dor.

A Culpa é das Estrelas (The Fault in Our Stars, 2014)

Assim como o livro de John Green que o inspirou, o filme baseado em A Culpa é das Estrelas foi um sucesso avassalador. E, com uma história protagonizada por dois jovens com câncer, não dava para esperar outra coisa: lágrimas sem fim!

Hazel Grace, vivida por Shailene Woodley, tem 17 anos e convive com um câncer. Com um humor ácido, mas levando uma vida introspectiva, tudo muda para ela quando conhece, em um grupo de apoio, Augustus, vivido por Ansel Elgort, um jovem brincalhão, que tem um câncer em remissão.

Vamos recapitular: dois adolescentes, um romance e, atente bem, câncer! Não tem jeito: você já começa assistindo ao filme sabendo que, a qualquer momento, tudo vai desabar!

Se Eu Ficar (If I Stay, 2014)

Atualmente em cartaz, Se Eu Ficar é outro filme baseado em um best seller. E se a história de Gayle Forman já era triste nas páginas de seu livro, imagina nas telas do cinema? É impossível não chorar e se emocionar com um enredo desses.

Mia, personagem de Chlöe Grace Moretz, é uma jovem musicista que vê sua vida mudar em um dia que deveria ser normal, mas que é interrompido por um acidente de carro que vitima toda sua família. A sua experiência enquanto enfrenta um coma, intercalada por flashbacks de seu passado, é que dão a tônica dessa história lacrimejante.
___

São ou não filmes para muitas lágrimas, pessoal? Vou confessar: até eu tive que limpar meu rosto devido a algum cisco indevido durante momentos dos filmes acima. Coisas da vida e do cinema empoeirado e que faz o olho lacrimejar, não é?

Mas, bobeiras à parte, tenho de perguntar: e para você, qual seria um bom filme para chorar? Conta pra gente!

Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter

3 comentários:

Eduardo Silva disse...

Filme para chorar é "Dançando no Escuro", de Lars Von Trier.
Saí soluçando do cinema 🎥.

Shirley disse...

Leco, não saio do conforto do meu lar, onde sou feliz, pra ir ao cinema estrebuchar minhas lágrimas ao vento por causa desse tipo de filmes, não meeerrrrrrrmo! mas, como vc citou os "desastres naturais" como motivo pras lágrimas, vou acrescentar à tua lista o filme "O Impossível", com Naomi Watts e o Ewan McGregor, assisto toda vez que passa e choro toda vez tbm... rs. bjuuuuuuuu

julia disse...

o filme Sempre ao seu lado é muito emocionante. não tem como chorar quando o cachorro fica esperando o dono voltar.

Share