14 de out de 2014

Primeiras Impressões: The Affair




Ultimamente tenho amado os seriados do canal americano Showtime. A primeira série que apreciei do canal foi Dexter, que amei logo de cara; comecei então a acompanhar algumas séries do canal como, HomelandRay Donovan e Penny Dreadful, e todas elas me surpreenderam de forma positiva. 

Agora, a nova aposta do canal é o drama de teor adulto The Affair, que promete desejo, solidão, olhares lânguidos, excitação e um cheiro de sexo no ar. Entretanto, não é uma série sexual como o nome sugere e sou grato a isso; não que seja um puritano, mas acho que a série pode instigar muito mais sem ser apelativa e isso é muito positivo. 

A trama narra a vida de Noah e Alison. O primeiro é um professor casado, pai de quatro filhos e que recentemente publicou seu primeiro livro; já Alison é uma garçonete, também casada, que jamais saiu de sua pequena cidade. Por um acaso do destino, a vida de ambos se cruza quando Noah sai de férias com sua família e acaba na cidadezinha de Alison. E, logo que se encontram, surge um affair entre ambos.


A premissa é simples: cara normal encontra garota normal. Só que, sabiamente, não é isso que acontece aqui. A começar, ambos os personagens estão sendo interrogados sobre os fatos que os levaram até aquele momento, cada um narra a sua versão de como se conheceram e o que aconteceu naquele instante. Os roteiristas souberam dosar o conteúdo a ser mostrado no piloto da série, o que nos faz querer saber o que aconteceu para que ambos estejam sendo investigados. 

É gratificante como a produção é bem feita e bem ajeitada. Na primeira metade do episódio, os fatos são contados do ponto de vista de Noah, o que nos permite conhecer um pouco de sua história; aparentemente ele tem uma vida comum e feliz, entretanto ficam claras as rupturas que abalam sua estrutura familiar já que, pai de quatro filhos, cada um tem seu próprio transtorno, a filha mais velha se mostra com problemas com drogas e talvez anorexia, enquanto o filho mais velho simula um suicídio, sem contar o casal de filhos mais novos que tem total dependência dos pais. 

Na segunda metade do piloto somos apresentados à versão de como Alison conheceu Noah e, do mesmo modo, conhecemos sua vida que, a principio, parece pacata. Alison vive com o marido numa casa um pouco afastada da cidade e trabalha numa lanchonete de estrada desde que se conhece por gente. Conforme a moça narra sua rotina, fica óbvio que uma tragédia abalou sua vida e seu casamento, e ai percebemos o distanciamento do casal. 


A atuação dos protagonistas é algo de destaque. Dominic West e Ruth Wilson, respectivamente Noah e Alison, são sensacionais. E afirmo isso com base em suas interpretações só neste primeiro episódio, que como dito acima, cada um tem sua versão da história e elas diferem um pouco entre si. Ou seja, quando Noah conta sua versão, ele aparece como o bom moço, enquanto Alison é ousada; em contrapartida, quando ela conta a sua versão os papeis são inversos e foi nesse ponto que vi a qualidade do elenco ao mudar a personalidade de seus personagens. 

Tem muita gente que torceu e vai torcer o nariz para série, dizendo que o desenvolvimento da trama é lento e falta diálogos e cenas mais picantes no enredo. Discordo, mas respeito, afinal gosto cada um tem o seu. Ressalto o ótimo trabalho de fotografia da série e a força do elenco que, além dos protagonistas já citados, ainda tem Maura Tierney e Joshua Jackson. 

Quem se aventurar a acompanhar The Affair poderá se surpreender pelo que verá. E você, que é mais puritano, nem se arrisque pois certamente detestará a ação em cena.

Leia Também:

Leandro Faria  
Artur Lima: aficionado por cinema, música, seriados e livros, não nesta ordem, apaixonado por dias frios e chá. Estudante de Comunicação Social, acha que sabe de tudo e sonha em trabalhar com cinema.
FacebookTwitter

0 comentários:

Share