2 de jan de 2015

A Casa de Hades, de Rick Riordan





Eu tenho uma queda por séries de livros. Claro, se elas me despertarem o mínimo de interesse e me fizerem querer continuar acompanhando aquelas histórias. E se tem uma coisa que o autor Rick Riordan sabe fazer é prender minha atenção. Começou com a série Percy Jackson e os Olimpianos, que misturava mitologia grega com o mundo moderno. Em paralelo, conheci também As Crônicas dos Kane, em que o autor misturava mitologia egípcia com os dias atuais, de maneira tão divertida quanto na outra série mais famosa (e tenho que terminar essa, já que falta apenas o livro final para botar um ponto final na história). Assim, não é de se espantar que eu goste tanto de Os Heróis do Olimpo, série posterior às aventuras de Percy Jackson, mas que também conta com o personagem como um dos sete protagonistas principais da trama.

A Casa de Hades é o quarto livro da série (os anteriores são O Herói Perdido, O Filho de Netuno e A Marca de Atena, todos já resenhados por mim aqui - só clicar no link acima de cada título para ler a resenha) e segue com a trama exatamente onde ela termina em A Marca de Atena: Percy e Anabeth estão perdidos no Tártaro, enquanto Jason, Piper, Leo, Hazel e Frank precisam chegar à Casa de Hades do título, que fica na Europa, um território altamente perigoso para os semideuses dos tempos modernos. Contam com a ajuda de Niko, o filho de Hades, nessa empreitada perigosa e descobrimos bastante coisas interessantes sobre o personagem nesse livro. 

Com duas narrativas que correm em paralelo, acompanhamos no livro como Percy e Anabeth se viram, com a ajuda do titã Jápeto (Bob, para os íntimos), para sobreviver no Tártaro, que nada mais é que o corpo de um deus ancestral, para onde os monstros são mandados para renascer. Eles precisam chegar até as Portas da Morte, único caminho para voltarem ao mundo mortal. Enquanto isso, os outros cinco semideuses fazem de tudo para chegar no lado mortal das mesmas Portas da Morte, cumprindo assim a promessa de Niko a Percy, momentos antes dele desabar para o Tártaro.

Com cada grupo de capítulos narrados pela ótica de um dos sete semideuses da profecia que move a série, A Casa de Hades é mais um desses livros viciantes escritos por Rick Riordan. A leitura flui e somos levados a acompanhar os personagens, cada vez mais encantados pelo universo criado pelo autor e por seus semideuses cativantes que avançam, página a página, para a guerra mais sangrenta (pelo menos dessa série de livros) de suas vidas.

Com um final alucinante, o livro deixa nossa ansiedade à mil para o capítulo final dessa saga, O Sangue do Olimpo, onde veremos se os sete semideuses da profecia conseguirão impedir que Gaia desperte de seu sono milenar e acabe com o conceito que temos de humanidade.

Só me resta um livro e estou pensando e pedindo aos deuses do Olimpo: por favor, façam com que Rick Riordan invente outra série com esses personagens! Grato e obrigado!

Autor: Rick Riordan
Páginas: 496
Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter


0 comentários:

Share