13 de jan de 2015

Globo de Ouro 2015: Resultado e Considerações





Uma das noites mais esperadas por toda Hollywood (e fãs de cinema e premiações, como eu), aconteceu no último domingo, com a entrega dos Globos de Ouro, a premiação da Associação de Imprensa Estrangeira de Los Angeles, considerada por muitos uma prévia do Oscar.

Tudo começou com a chegada dos astros e sua passagem pelo red carpet, onde pudemos ver, entre outros, um simpático Jack Black e os irmãos Gyllenhaall atendendo aos pedidos dos fãs e tirando as famosas selfies. O vermelho também deu o tom, muitas estrelas optaram por esta cor, sempre um risco de sumirem no tapete, mas provaram o contrário. Talvez, depois do acontecimento que foi Lupita Nyong'o ano passado, elas não quisessem ficar pra trás. Jessica Chastain, abusou do glamour de uma Hollywood clássica que não vemos mais hoje em dia, com um Atelier Versace. Aliás Versace também foi a escolha de Kate Hudson e Amy Adams, que tinha certeza que venceria e foi com um modelito todo drapeado que a fazia parecer uma deusa. Mas nem tudo deu certo. Lorde fez o mundo desabar de vergonha com um horroroso terninho Narciso Rodrigues. Porém, definitivamente, a mais mal vestida foi mesmo Keira Knightley, num Chanel que mais parecia o abajur da vovó. Coitada.

Já a cerimônia do Globo de Ouro marcou mais uma vez o talento de Tina Fey e Amy Poehler. As atrizes mostraram bom humor mais uma vez, entretanto, não interagiram tanto quanto nos anos anteriores. Os melhores momentos ficaram para quando conversaram com uma falsa militar norte-coreana, numa clara crítica ao governo deste país, e fizeram graça de Bill Cosby. O atentado em Paris ao Charlie Hebdo também foi amplamente lembrado, desde a entrada dos artistas até o discurso do presidente da Associação em defesa da liberdade de expressão, aplaudido de pé.

Outro fato marcante é que a Associação de Imprensa Estrangeira de Los Angeles olha sempre pro futuro. Ao mesmo tempo que dá importância às séries e filmes do momento, não esquece os mais alternativos e que, se não fosse por eles, dificilmente sobreviveriam. E no domingo isso se realizou com os prêmios a Jeffrey Tambor, de Transparent, Gina Rodriguez, de Jane The Virgin, Ruth Wilson, de The AffairMaggie Gyllenhaal, de The Honorable Woman, além das séries The Affair (melhor drama) e Transparente (melhor comédia). O Globo de Ouro não se importa nenhum pouco com o novo, principalmente quando se fala nos prêmios de TV, ao contrário do Emmy, por exemplo, que só faz burrada. Por outro lado, os filmes Boyhood, O Grande Hotel Budapeste, Birdman e os atores Michael Keaton, Eddie Redmayne e Julianne Moore fizeram valer seus favoritismos.

George Clooney ganhou o prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto da obra. Volto a frisar, adoro George, mas muito cedo dar a ele um prêmio assim...

O único senão da transmissão nacional foi mesmo Rubens Ewald Filho com seus jocosos e estapafúrdios comentários, como citar que a atriz Joanne Froggat, que venceu por Dowton Abbey, é loira (Oi? Estamos no rádio?) ou falar de um filme enquanto outro era exibido.

Vejam os vencedores abaixo:
  • CATEGORIAS DE TV:
Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Filme para TV
Joanne Froggatt (Downton Abbey)

Melhor Ator Coadjuvante  em Série, Minissérie ou Filme para TV
Matt Bomer (The Normal Heart)

Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para a TV
Maggie Gyllenhaal (The Honorable Woman)

MelhorAator em Minissérie ou Filme para a TV
Billy Bob Thornton (Fargo)

Melhor Minissérie ou Filme para a TV
Fargo

Melhor Atriz em Série de TV – Comédia ou Musical
Gina Rodriguez (Jane The Virgin)

Melhor Ator em Série de TV – Comédia ou Musical
Jeffrey Tambor (Transparent)

Melhor Série de TV – Comédia ou Musical
Transparent

Melhor Atriz em Série de TV – Drama
Ruth Wilson (The Affair)

Melhor Ator em Série de TV – Drama
Kevin Spacey (House of Cards)

Melhor Série de TV – Drama
The Affair
  • CATEGORIAS DE CINEMA:
Melhor Atriz Coadjuvante
Patricia Arquette (Boyhood)

Melhor Ator Coadjuvante
J.K. Simmons (Whiplash)

Melhor Trilha Original para Filme
Johann Johannsson (A Teoria de Tudo)


Melhor Canção Original para Filme
Glory Selma (John Legend, Common)

Melhor Filme de Animação
Como Treinar seu Dragão 2

Melhor Filme Estrangeiro
Leviatã (Rússia)

Melhor Roteiro
Birdman

Melhor Diretor
Richard Linklater (Boyhood)

Melhor Atriz – Comédia ou Musical
Amy Adams (Big Eyes)

Melhor Ator – Comédia ou Musical
Michael Keaton (Birdman)

Melhor Filme – Comédia ou Musical
O Grande Hotel Budapeste

Melhor Atriz – Drama
Julianne Moore (Still Alice)

Melhor Ator – Drama
Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

Melhor Filme – Drama
Boyhood

Serginho Tavares  
Serginho Tavares, apreciador de cinema (para ele um lugar mágico e sagrado), de TV e literatura. Adora escrever. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência e com os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter
-->

0 comentários:

Share