25 de jan de 2015

Primeiras Impressões: Looking - Segunda Temporada



A tão aguardada segunda temporada de Looking estreou, trazendo de volta os três amigos da série em suas desventuras por San Francisco, dando continuidade à trama onde paramos de conferir há um ano. Patrick continua saindo furtivamente com Kevin; Dom está namorando Lynn, a espera de inaugurar seu restaurante; e Agustín continua se drogando, sem saber o que fazer da vida. 

Looking é deliciosa, justamente por mostrar que os três rapazes são pessoas como nós, que trabalham e tem problemas como todo mundo. Não existe nenhuma apologia apenas à vida como ela é. Sim, eles são gays, mas são seres humanos e, talvez isso seja motivo de a série fezer tanto sucesso, voltando com uma temporada maior, já que dessa vez serão dez episódios ao contrário da anterior, que contou com oito.



Pelo observado nos dois primeiros episódios, veremos nesse ano se a relação de Patrick e Kevin vai durar, ou se a de Dom e Lynn tem futuro. Mesmo a primeira seja muito mais complicada, afinal Kevin ainda namora outro rapaz e não deu indícios, pelo menos até agora, se vai terminar com ele para ficar com Paddy. Já Dom e Lynn possuem uma relação mais aberta e Lynn é bem desencanado com relação a isso. E Dom está tentando descobrir, afinal, como era a relação de Lynn com seu ex-namorado. 

O único problema da série é mesmo Agustín. Seus problemas são sérios, mas o personagem não tem muito a oferecer. É vazio, insípido e, talvez, o problema seja Frankie J. Alvarez, que interpreta no piloto automático, ao contrário dos outros atores que se jogaram de cabeça em suas performances. Se o ator tivesse acreditado melhor no que poderia fazer, renderia excelentes momentos dramáticos.


Quem sabe nessa temporada deem mais espaço para Doris (a excelente Laureen Weedman), a amiga dos rapazes, que na temporada anterior não apareceu tanto, mas quando surgia era sempre um frescor. E, pelo menos no que já deu para conferir do segundo ano, ela parece estar mais presente a partir de agora.

No meio disso tudo, como cereja do bolo, ainda temos Richie, o ex-namorado de Patrick, que não desapareceu totalmente, para alegria de muitos que torcem pelo latino romântico, que forma um casal muito fofo ao lado do protagonista da história.

Looking voltou e continua muito boa. Tomara que a segunda temporada mantenha o nível apresentado até então, o que, pelo andar da carruagem, é o que vai acontecer.

Leia Também:

Serginho Tavares  
Serginho Tavares, apreciador de cinema (para ele um lugar mágico e sagrado), de TV e literatura. Adora escrever. É de Recife, é do mar: mesmo que não vá com tanta frequência e com os pés bem firmes na terra.
FacebookTwitter
.-->

2 comentários:

Just Another Girl disse...

Eu amo saber que existem Looking, a primeira temporada parecia muito bom.

Flávio St Jayme disse...

No Pausa Dramática​: Poucas vezes uma série retratou seu público de forma tão fiel e fez com que ele se identificasse tanto com seus personagens: ‘Looking’ e uma crônica de identificação televisiva http://wp.me/p3hh9U-4ZH

Share