26 de mar de 2015

A Mais Pura Verdade, de Dan Gemeinhart







Tramas de autodescobrimento através de viagens são bastante comuns, algumas até mesmo clássicas. E On the Road, de Jack Kerouack, e Comer, Rezar, Amar, de Elizabeth Gilbert, são apenas dois pequenos exemplos que me vem agora à mente. Pois A Mais Pura Verdade, primeiro livro do americano Dan Gemeinhart, lançado recentemente no Brasil pela Editora Novo Conceito é mais um livro que parte dessa premissa (um personagem em trânsito) para contar sua história. 

O detalhe, que faz uma grande diferença, em A Mais Pura Verdade é que seu protagonista, Mark, é uma criança com câncer, que decide fugir de casa para morrer enquanto escala o famoso monte Rainier. Só que nada deve ser fácil em uma história e, por isso, além de Mark ter câncer, a região dos Estados Unidos onde encontra-se o monte Rainier prepara-se para enfrentar uma das maiores tempestade de neve da história e Mark conta apenas com uma pequena mochila de suprimentos e a companhia de seu inseparável cão Beau. Ou seja, é meloso, é dramático, mas em um contexto bem diferente do já famoso A Culpa é das Estrelas.

Simples e objetiva, a escrita de Dan Gemeinhart é muito competente. Logo no primeiro capítulo descobrimos que Mark tem um problema bem mais grave que apenas a sua fuga de casa e que essa jornada até o seu destino não será fácil. Além disso, os capítulos, narrados em primeira pessoa por Mark, são entremeados por subcapítulos, em terceira pessoa e com a visão de Jessie, a melhor amiga do protagonista, sobre os acontecimentos. E quando começamos a ler, podem acreditar, é difícil largar o livro.

Com capítulos curtos e interessantes, o que mais empolga no livro são, certamente, os seus personagens. Apesar de termos uma certa vontade de dar umas porradas em Mark, que fugiu de casa, e em Jessie, que tem pistas de onde o melhor amigo pode estar e não conta nada aos pais do garoto, os personagens são interessantes e a trama que acompanhamos realmente fascina. Isso sem contar Beau, provavelmente o melhor cachorro do mundo e que é o melhor amigo de Mark.

Capítulo a capítulo, A Mais Pura Verdade vai nos levando, junto com Mark, ao monte Rainier e ao ápice dessa trama que, apesar de nos irritar em muitos momentos, é emocionante à sua maneira e que nos torna empáticos ao seu personagem principal.

Singelo e objetivo, A Mais Pura Verdade é um livro doce e que enternece. E seu final aberto, que poderia soar trágico, acaba sendo otimista com o personagem, nos ensinando que o maior bem que podemos ter na vida são as amizades e as pessoas que nos rodeiam. E essa, certamente, é a mais pura verdade da vida...

Autor: Dan Gemeinhart
Páginas: 224

Leia Também:
Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter


1 comentários:

Sii Rodrigues disse...

Obrigada pela dica! Vou ler!

Share