22 de mar de 2015

Primeiras Impressões: The Returned




Remakes americanos de sucessos internacionais são bastante comuns, com resultados positivos ou negativos, dependendo de quem os realize. Por isso, o anúncio da produção de The Returned causou tanto burburinho. Baseada no aclamado sucesso francês Les Revenants, a versão americana é adaptada por Carlton Cuse (Lost) e Raelle Tucker (True Blood), o que aumentou ainda mais o interesse por The Returned.

O enredo de The Returned é bastante semelhante ao da série original francesa: em uma pequena cidade do interior, mortos voltam à vida, como se nunca tivessem morrido, e com as lembranças imediatamente anteriores à sua morte. Assim, apesar de anos se passarem entre sua morte e o retorno, com mudanças drásticas na vida dos personagens que seguiram em frente, para eles é tudo como antes e se adaptar a isso é o mote da série.


Com o fenômeno acontecendo, aparentemente apenas nessa pequena cidade, o novelo é desenrolado episódio a episódio e vamos tentando entender o que acontece, enquanto os próprios personagens lutam para encarar essa nova e bizarra realidade. E, com dois episódios disponíveis, é fácil perceber que The Returned é, até o momento, uma refilmagem fiel de Les Revenants. O que, segundo os roteiristas, muda a partir do episódio 06, quando a série americana seguirá o seu próprio rumo.


Contando com nomes como Mary Elizabeth Winstead, Mark Pellegrino, Jeremy Sisto, India Ennenga, Sandrine Holt, Agnes Bruckner, Sophie Lowe, os dois episódios disponíveis são bastante interessantes, com excelentes cliffhangers em seus finais, que certamente atraem a nossa atenção pelo que ainda está por vir. Somado a isso, a direção soturna, com paletas escuras, nos coloca no lugar daqueles personagens, nos fazendo entender o quão complexa pode ser aquela situação absurda.

Entre os personagens que retornam, por exemplo, existe uma jovem que tem uma irmã gêmea que cresceu enquanto ela permanece adolescente, um música que morreu no dia do casamento e, ao que parece, um serial killer que volta a atacar. Isso sem contar um estranho menino que parece ligado aos acontecimentos sobrenaturais que permeiam a série, mas que até agora não falou uma palavra sequer para a psicóloga que o acolheu e, idiotamente, não conta para ninguém a verdade sobre o menino.

E, é claro que os fãs de série vão comparar, a série é bem parecida com Resurrection, exibida pela ABC americana. O que acontece é que com o sucesso de Les Revenants, a emissora americana adaptou a obra de Jason Mott, que alega ter se inspirado em um sonho com sua mãe para escrever a trama, e não em Les Revenants. O que causou uma certa briga por direitos, que corre nos EUA.


O que nos importa, entretanto, é que com os episódios disponíveis até agora, The Returned mostra-se bem melhor que Resurrection, exatamente por, nesse primeiro momento, estar seguindo a matriz da francesa Les Revenants. Mas como a partir do sexto episódio tudo pode mudar, a versão americana pode manter a qualidade, sem viver à sombra de sua inspiração original.

Imperdível, The Returned vem agradando seu público e atraindo a atenção da crítica. E, pelo menos até que tudo mude e siga outro rumo no sexto episódio, a série vem cumprindo seu papel de entreter, questionar e levantar polêmicas.

O legal para os fãs brasileiros é que The Returned por aqui fica disponível no Netflix, exatamente um dia após ser apresentada nos EUA. Ou seja, nada de espera interminável para os próximos episódios, em uma sacada excelente da Netflix e que nós, fãs, certamente apreciamos.

Leia Também:
Leandro Faria  
Leandro Faria, do Rio de Janeiro, fruto da década de 80, viciado em cultura pop em geral. Como vício bom a gente alimenta e compartilha, estou aqui para falar de cinema, televisão, música, literatura e de tudo mais que possa (ou não) ser relevante. Por isso, puxe a cadeira, se acomode e toma mais um copo, porque papo bom a gente curte é desse jeito!
FacebookTwitter


2 comentários:

Blackthorne disse...

Les Revenants foi uma série incrível e até hoje espero pela 2ª temporada anunciada. Ressurrection é uma droga, vamos ver se The Returned compensa!

Nilson Bernardi disse...

Les Revenants é excelente, comecei a ver a série americana e comecei a dormir, nos primeiros capítulos não chega nem aos pés

Share