27 de abr de 2015

#VergonhaAlheia - Ano III - # 13





Que semaninha mais esquisita, hein?!  E aí, gente, como ceis estão?

Sério, semana passada foi uma das semanas mais estranhas do ano, até agora. A quebra por causa dos feriados tornou a semana totalmente insuportável, mas... Teve lá suas vergonhas sim, poucas, mas teve. Começando com isso aqui, ó!: (cuidado pro chefe não ver!)



"Glauco, pornografias agora? Vai apelar?!". Não, não sou bem eu quem está apelando aqui, gente.

Isso, caros leitores, se chama "Mangina", ou "Mangina Selfie", que consiste em, nada mais, nada menos, colocar o penduricalho e o saco atrás das pernas, deixando de um jeito que a frente lembre uma vagina, e tirar uma foto. Minha reação ao ver isso? Essa:



Ah, gente, sério? Precisa disso tudo pra mostrar o corpo? Quando eu penso "Não, o pessoal parou, agora já deu.", a galera vem com mais uma novidade estranha, pra não dizer bizarra! O que a galera não faz por umas "curtidas" nas fotos, né não?! Bem, como eu sou legal, vou deixar com vocês mais uma, ó!:


AH!

Sobre coisas estranhas, pra não dizer bizarras, vamos dar uma olhadinha na make da Danielle Winits pra festa dos cinquenta anos da Rede Globo? Vamos sim!



Danielle? O que aconteceu com você, meu bem? Gente, como deixaram ela sair de casa assim?! Tá tudo errado, inclusive o saco de lixo que deram pra ela vestir, pobre coitada! Danielle Winits tá a cara do José Serra, que por sua vez, é a cara da Glória Perez. Vamos dar uma olhada?



Coincidência? Eu acho que não! #ForaDilma

Ainda sobre coisas estranhas... Já pensou em ir pra uma balada e, ao invés de pegação e muito álcool, você ter pregação e zero álcool? Pois é, é o que a Igreja Batista da Lagoinha está propondo. Uma balada evangélica que é igual a uma balada "mundana", com camarote, looks chiques, música alta, PORÉM, sem pegação, mas sim, pregação. Exatamente. E com drinks, muitos drinks, vários drinks, mas... Tudo sem álcool. Se chama Savassi Club. Segue imagem do camarote:



Todo mundo comportadinho, todo mundo bonitinho, bem tranquilinho... É, gente, não sei não, viu? Digo, pra mim é o mesmo caso de cerveja sem álcool. Bebe a com álcool de uma vez, ora bolas, não fica se enganando, né? Pra que passar vontade? Mesma coisa da balada. Galera doida pra dar uns pegas, conseguir uns "zap zap", e ficam inventando balada sem pegação?

Detalhe: 
"Aceitamos todas as tribos, inclusive gays, mas aconselhamos a mudança de orientação sexual"
Mas ué, então tem alguma coisa errada aí, hein... Se todas as tribos são aceitas, pra que aconselhar a mudança? Então não são aceitas, né? Eu acho que esse povo tem muito o que aprender ainda...

Vamos terminar hoje com algo bastante bizarro: Silas Malafaia no Na Moral num debate sobre "A moral da época se reflete na TV", falando sobre como a televisão representa os homossexuais. Quem viu, sabe do desastre que eu estou falando, certo? Gente... De quem foi a ideia de colocar Malafaia falando sobre homossexuais em rede nacional? Vou te contar, viu?

Todo mundo sabe que Silas não debate, não conversa, ele apenas sai falando desenfreadamente que gays são demônios, criaturas demoníacas, e que é tudo coisa do inferno. E mais, durante o programa, Silas tuitou: 
"A gayzada tá nervosa aqui. kkkk"
Ô, minha gente... Da próxima vez, pergunta antes, faz uma enquete, só pra saber se a ideia é boa ou não, pra evitar constrangimento, né? Me ajuda aí, ajuda a gente aí, porque não tá dando, tá?

Então é isso, gente. Teve mais coisa, mas sabem como é, não vale a pena mencionar, porque é tudo fofoca e barraquinho besta, essas coisas; e eu já falei demais também! 

Boa semana, comportem-se, e se virem alguma vergonha, me mandem, não me xinguem, até a próxima!

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, um espírito livre, observador do tempo, da vida e das muitas timelines da web. Sonha em ter muito dinheiro pra poder cair no mundo, aprender tudo o que puder. Acredita que jazz, blues, soul, pop, samba, pagode e erudito sejam as trilhas sonoras perfeitas para a vida que leva
FacebookTwitter


0 comentários:

Share