17 de ago de 2015

#VergonhaAlheia - Ano III - # 24




TÔ NA ÁREA, MEU POVO!

#VergonhaAlheia tá de volta, e eu tenho que dizer... Que semana puxada! Não pela falta de vergonhas, mas sim pelo excesso delas! Sério, foi tanta coisa, tanto "tiro", que eu fiquei até um pouco desorientado, mas eu separei pra vocês as melhores, digo, piores coisas que aconteceram durante a semana. Vamos lá?!

Começando com Moda. Existe uma nova classe entre os homens, chamada de lumbersexuals, ou lumbersexuais, se você gosta de abrasileirar as coisas. É a imagem do lenhador norte-americano, com calça apertada, barba grande, volumosa e tal, que muitos homens têm adotado, e eu até acho bonito (em alguns casos). Mas... Recentemente, um lumbersexual entrou numa barbearia e fez o que? Perguntou se lá eles podiam pintar a barba dele de azul. E deu nisso aqui:





Sério? De verdade? Poxa vida, gente, pra que fazer isso? Barba é um negócio tão bonito, quanto bem cuidada... Não dá pra levar a sério um cara que pinta a barba, né, por favor! Quem precisa de anticoncepcional, quando se tem um cara com a barba pintada bem na sua frente? E esse é bem mais eficaz, porque tu olha pro cara, vê ele de barba colorida, aí já dá aquela tremida, sai de perto e vai passar uma pedra de gelo no pescoço, pra melhorar. Povo inventa cada uma...

Ainda sobre Moda, vamos analisar esta foto aqui:


Gente, o que é isso? Bárbara, meu bem, quem foi que te disse que isso tava bonito???


Bárbara Paz, essa linda, apareceu desse jeito no lançamento do filme Que Horas Ela Volta, que aconteceu dia 11, em São Paulo. E a cara dela nem queimou, viu?!

Esse pullover da desgraça, apesar de ser... bem, uma desgraça, é da grife Fendi, que custa de três mil e quinhentos pra cima, tá, gente? Um pullover, com esses olhos medonhos, umas bocas desenhadas nos braços, custa essa fortuna, provando que, às vezes, é melhor você usar aquela blusinha da Renner ou da feira, que sai muito mais em conta e não causa aquele climão... Já pensaram num homem, com barba colorida, usando um pullover desses??? A morte!

Vamos falar agora de Internet. Quem vive no Twitter, sabe bem que o Ponto Frio, Netflix e outras marcas grandes, adoram interagir com os seguidores de forma descontraída, usando memes e linguajar típico da rede. Só que, em alguns casos, o tiro acaba saindo pela culatra, viu?

Pois bem, o Banco do Brasil, ao invés de ficar quieto em seu canto, olhou pra um lado, olhou pro outro, e pensou: "Tô fazendo nada mesmo, vou bater um papinho com o pessoal da internet". E deu nisso:



TCHARAM! Tiro pela culatra.

Gente, quem, em pleno 2015, usa o termo "papi"? Em que mundo essa pessoa vive?! E nem parou pra pensar nas consequências que esse tipo de pergunta traria, como vocês viram acima. Não tinha como o usuário comemorar o Dia dos Pais, porque, né?! Ai, esse povo complica tanto, era só jogar uma mensagem leve e descontraída falando sobre a data, aí quem se identificava, beleza, ia lá e curtia, comentava, o caralho a quatro, mas não, tem que fazer gracinha, quer aparecer... Aí toma na tarraqueta, isso sim.

E mais: é o Banco do Brasil, gente! Não é um nome pra ser usado em posts zueiros, vamos colocar assim, mas em mensagens bonitas, LEVEMENTE informais, afim de se aproximar do público, mantendo aquela separação, e não sair por aí chamando todo mundo de "migo" e perguntando do "papi", ora bolas. Eu, hein!

Agora, adivinha só quem está de volta! Ela, atriz, modelo, que posa em destroços, que faz monólogos em inglês, que faz uma vergonha atrás da outra: Nana Gouvêa!

Eu vou deixar vocês assistirem antes:


Até Rihanna ficou passada! 



Gente, como assim? Nana Gouvêa vai fazer um filme sobre zumbis e o povo vai deixar??? Com esse inglês que só Deus sabe onde foi que ela aprendeu?! Um filme sobre ZUMBIS?! Tô com a cara na poeira, isso sim!


Mas, como tem gente que não aprende, mesmo... Resta esperar a estreia de Black Wake, ou Despertar Negro, se vocês preferirem. O nome não é ruim...

ENFIM, vamos terminar com mais um vídeo bizarro, e outra vez, eu vou deixar vocês assistirem antes, mas pra isso vocês precisam clicar aqui!

Só tenho uma coisa a dizer sobre esse vídeo: O CU AGRADECENDO!

Gente, é de verdade, isso foi um comercial de papel higiênico com uma bunda, dois pedaços de bosta (Plip e Plop), uma folha de papel e um cu falante. UM CU FALANTE! Eu não tenho mais nada a dizer sobre isso!

Teve mais coisa? Teve sim, teve protesto, gente pedindo a volta do Sarney, uma mulher com os peitos de fora protestando e um cartaz pedindo intervenção militar temporária, ou seja, só um pouquinho de intervenção, depois pode ir embora.

Protestar contra o pullover medonho da Bárbara Paz, o vídeo da Nana Gouvêa, a barba colorida, o cu falante e o Banco do Brasil ninguém protesta, né? Só observo!

Vou nessa, porque a semana promete (eu espero!). Tenham todos uma excelente segunda-feira, como se isso fosse possível, foco na missão, aponta pro final de semana e rema, e é isso aí. Ah, aproveita pra chamar os amigos pra vir pro Pop de Botequim! FUI!

Leia Também:
Leandro Faria  
Glauco Damasceno, um espírito livre, observador do tempo, da vida e das muitas timelines da web. Sonha em ter muito dinheiro pra poder cair no mundo, aprender tudo o que puder. Acredita que jazz, blues, soul, pop, samba, pagode e erudito sejam as trilhas sonoras perfeitas para a vida que leva
FacebookTwitter


0 comentários:

Share